Canto a Derrota

Cansei de ouvir histórias
De grandes vitórias
E apologia à persistência
Dos homens que lutam e sonham.

Me lembrei de Paulo de Tarso,
Cego e derrotado no caminho de Damasco,
Me lembrei de Jonas castigado,
Com seu caminho trancado
Para que ele encontrasse
A glória sem fim.

Por isso quero cantar o fracasso,
A desistência e a derrota.
As vezes é preciso entregar os pontos,
Abandonar o campo de batalha,
Desapegar das coisas,
Dobrar os joelhos
E pedir por misericórdia e luz

Há muita virtude na derrota,
No fracasso e na entrega.
Alguma vez na vida
Uma grande derrota
Pode ser uma grande vitória,
E uma grande vitória;
Uma vergonhosa derrota.
Na vida é preciso vencer,
Mas também é preciso perder.


Entrego os pontos,
Dobro  meus joelhos
E peço por misericórdia e luz.

Os meus caminhos
Foram todos trancados,
Outra direção me foi mostrada,
Não vou insistir,
Me rendo à vontade Deus
Que me diz para onde ir
E me garante a glória sim fim.

J.Nunes 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pé de frango contém colágeno

As características da sociedade contemporânea na Era da Informação

POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA