O que se vê como pequenez e pobreza...

Choupanas e Castelos

Em longo prazo e diante do irrepreensível
O relativismo e o nivelamento não servem como defesa.

Quando temos matéria prima, vocação e talento,
Em longo prazo, construiremos coisas grandiosas...

Por medo do que vão pensar,
Por mediocridade religiosa desperdiçamos
Nossos talentos construindo choupanas;
Quando temos a nossa disposição
Matéria prima, vocação e talento para construir castelos.

O que se vê como pequenez e pobreza,
É sobre outra perspectiva,
Eternidade e grandeza.

J.Nunez


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pé de frango contém colágeno

As características da sociedade contemporânea na Era da Informação

POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA