Postagens

Mostrando postagens de Junho 7, 2015

Lógica contemporânea

Lógica contemporânea
A banana come o macaco, O macaco come a banana, O rato caça o gato, O gato caça o rato... Tanto faz... É tudo a mesma coisa Para a lógica contemporânea... E não questione!  
Salomão Alcantra J.Nunez

Poesia Imparcialista

Causa própria
O Partido quer que eu seja deles, A indústria quer meu sangue e todas as minhas forças..., Os grupos das liberdades sexuais Quer que eu seja simpatizante da causa, Outros me pedem engajamento, O Sistema quer que eu seja consumista... Todos esquecem que a minha vida É para o meu próprio desfrute E que tenho uma causa própria...
Não pergunte o que eu penso Se você não suporta ouvir uma opinião contrária a sua.
Quero estar com os amigos, jogar conversa fora e rir à toa, Quero um tempo para meus filhos, Dormir e estar um dia inteiro com a mulher amada, Ter um tempo só meu e estar próximo de Deus, Quero a religião de meus avôs, Quero uma conversa filosófica, Quero a simpatia de um estranho,  Quero esse trabalho honesto onde ganho o nosso pão, Quero esse dia para não fazer nada ou escrever uma poesia Que não toma partido e não se alia a esse tempo, Apenas observa esse mundo  Que destruí a fronteira da lógica e dos parâmetros.
Observe que eu tenho uma causa própria E a minha alegria está em viver em um…

É proibido ter preferência e gostos...

Gostos e desgostos
Fui deixado nos altares, Nas mesas dos bares, Nos quartos de motéis, Em todos os locais combinado para o encontro...
Elas não sabem que nesse tempo de relativismo e inclusões... É proibido ter preferência e gostos.
Eu por exemplo gosto de todas elas, E não me negaria uma segunda oportunidade, Um possível gosto e desgosto.  
Abílio Santana
J.Nunez

Poesia Imparcialista

Concreto e abstrato
A poesia corre para mim feito um rio abundante... Feito água corrente procurando o caminho mais fácil, Eu sou o caminho mais fácil, Por isso a poesia corre em minha direção E me arrasta para um mundo abstrato e concreto.
A poesia é para mim uma espécie de condenação. Fujo da poesia como quem corre de um tsunami, Como o diabo corre da cruz, Como um condenado foge da prisão, Fujo desse tempo, me escondo em um mundo paralelo.
A poesia está para mim como o veneno está para a cobra. Fujo da poesia para não morrer com o próprio veneno.
Sou concreto e abstrato: A linguagem figurada se vale do mundo concreto... Para expressar o mundo abstrato é preciso o mundo concreto Com sua linguagem denotativa.   O Mundo concreto é à base do mundo abstrato.
Quando olho lá do mundo abstrato O mundo concreto é uma ilusão, Quando estou dentro no mundo abstrato ele é concreto. Quando estou dentro do mundo concreto O abstrato é o mundo da fantasia.
Esse tempo concreto ignora que somos observados E julgados…

Unidade Brasileira

País Místico 

O Brasil foi o país do futebol,
Agora nem disso mais é...

Dificilmente o Brasil perderá
O titulo de colônia de exploração
País da corrupção...
Bordel do mundo.

O Brasil tem uma ponto de encontro
Na espiritualidade do negro,
Na religiosidade do Português
Na holística do índio;
Unidade até agora ignorada.

Salomão Alcantra
J.Nunez