Poesia religiosa

Irmandade

São dias de guerras,
São paisagens pelo caminho.
Quando me deparo pela primeira fez
Com uma pedra,
Uma flor,
Uma árvore,
Uma folha,
Um animal...
Nesse instante me reconheço
No criador e na criatura.

Nos reconhecemos como irmãos
E ficamos admirados como filhos
E pequenas criaturas
Na irmandade universal
De nosso Deus e nosso criador.

À parte disso, na alma,
São dias de guerra,
Sou caçador de demônios,
Soldado de Cristo,
Buscando a gloria e o retorno casa do Pai.

J.Nunez



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pé de frango contém colágeno

As características da sociedade contemporânea na Era da Informação

POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA