Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Poesia contemporânea Imparcialista.

Dia de Protesto

O que dizem é que o mundo está em crise.
Neste instante tenho tudo que preciso;
Uma garrafa, um copo, um cigarro,
Caneta, língua afiada, muito tempo livre
E uma imparcialidade com o mundo.

Lá na praça o protesto, o circo, o carnaval;
Reivindicações, espetáculo, oportunistas, possibilistas,
Cachorro quente, água mineral,
Ciclistas nus,  mulher maravilha, mulher semi-nua
E o deus grego dos protestos.

Lá na praça reivindicações de direita, de esquerda;
Ao gosto e ao desejo de todos.
Lá na praça reivindicações sexuais,
Direitos sexuais e direito aos narcóticos.

Lá na praça pais de família não pede nada,
Apenas brinca com suas crianças nos finais de semana.
Se acaso pedissem seria só mais um grupo pedindo.

Não vejo como esse mundo contemporâneo pode dar certo...,
Com essas diversidades e multiculturalismos
Deformando as coisas de acordo com seus interesses,
E com todos esses desencontros de pedidos
De direitos e reivindicações.

Peço ao garçom outro papel para um poema imparcialista.
Quero meu direito de olhar e cornetar  tudo, 
Aqui desse canto do bar, e não tomar partido,
Mesmo porque não  sou desse ou daquele grupo. 

Salomão Alcantra
J.Nunez   



Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA