Modernidade e insanidade

Sintomas de loucura

No pátio das insanidades
Falo comigo mesmo
E ainda respondo...

Crio situações nas dimensões mentais
E as discuto e as soluciono.
Bastaria que eu perdesse o contato
Com a minha realidade física,
E pronto!...

Seria eu um louco 
Caminhando de um lado para o outro
Aqui no pátio das insanidades,
Em meu mundo particular e mental.

Basta um passo e a fronteira de saber,
Minimamente, quem eu sou,
E pronto! Sou um louco.

Vejo multidões no pátio dos insanos,
Criando lógicas e razões
Dentro de suas mentes enlouquecidas,
Dentro de suas  insanidades modernas. 

Murilo Santiago
J.Nunez


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pé de frango contém colágeno

As características da sociedade contemporânea na Era da Informação

POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA