Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Poesia de Abílio Santana

Um Casal

Eles sorriam com um amor
E uma amizade de causar inveja
E cobiça daquela felicidade a dois.

Como é bonito um casal que se dá bem!
Sorriam, falavam e se olhavam
Como se o mundo fosse apenas eles dois...
Tudo isso como se fossem grandes amigos
E almas gêmeas no amor e na amizade.

Eles provocam o mundo insinuando
Que a plenitude do amor
Se realizar entre os opostos
Que se encaixam perfeitamente...

Eles são elegantes e bonitos como os cisnes brancos;
Estou mais acostumado aos amores de porco espinho
E aos cachorros desavergonhados nas ruas...

Nunca quis ser sublime na vida...
Mas sei contemplar o que é santo e sublime
Com um nascer e um por de sol, ou um amor assim...
Sempre me contentei em ser gente,
Sem grandes hipocrisias, sem grandes demagogias...
Não sou nada!
No entanto me salvo com essa consciência de ser nada!
Essa sapiência de ser frouxo nos sentidos,
Na moral e na importância...
Permissivo, pedinte, passivo aos sentidos,
As sensações, aos sentimentos e aos desejos...    

Não tenho mais idade para poesia de amor clichê...
Eles não são clichês, eles são provocantes,
Ofensivos (para esses modernismos) e revolucionários
Com esse amor atemporal e de uma verdade imutável...

Abílio Santana
J.Nunez


Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA