Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 28 de junho de 2014

Depois da Copa nos restará apenas a vergonha de termos acovardado na luta e no protesto..

Alienação e estereótipos

Depois da Copa será que não ficará em nós brasileiros uma vergonha
Por sermos tão fáceis de iludir, de enganar,  de entorpecer e de dominar,
Basta nos mostrar um brinquedo, mais especificamente uma bola da Copa,
Para esquecermos de nossa miséria pública.  

Depois da Copa será que não ficaremos com vergonha de termos acovardada
Diante do divertimento fácil  e gratuito. 
Depois da Copa será que ficaremos com um remorso, 
Com vergonha e um sentimento de culpa por termos abrindo as pernas, 
Abrido mão da luta em troca de uma diversão que nos aliena a décadas 
E que justificamos com a mentira, (que sabemos que é mentira)
Que futebol não é política; 
Sabemos que o futebol no Brasil é arma do governo. 

Brasil campeão do mundo
Para a alegria de muitos;
Para envergonha aqueles são contra a Copa
E para a alienação e a perpetuação dos estereótipos de todos.

Os que são contra a alienação provocada pelo futebol
Só resta torcer contra o sucesso do Brasil na Copa.

Debaixo dos viadutos da capital
Desdentados gritam goooooooooooooool
Fazem das alegrias e do sonho dos outros (jogadores milionários),
Sua alegria, sua válvula de escape seu entorpecimento,
Sua ilusão de felicidade, sua miragem de vitória.

O futebol é o “ladrão” a válvula de escape, o esgoto, a ilusão de sucesso
Do individuo e do povo brasileiro
Que com palavrões lançados contra a mãe do juiz,
A Presidenta da República e contra os jogadores
Depuram, aliviam da pressão de seus fracassos,
Frustrações, medos, baixa estima, problemas etc.

O país dos alienados, dos negligentes de vontade frouxa
Não suporta a “chatice” dos estraga prazeres (igual a mim)
Que diz que somos um povo entorpecido pela preguiça e a festa...

 A televisão com seu ufanismo alimenta o estereótipo de festa e sexo
A ponto de confundirmos o carnaval e o time de futebol com a nacionalidade.
O time de futebol ganha uma dimensão de patriotismo, prosperidade,  
Politica, consciência de ser, cultura, filosofia e ainda nos representa.
Seriamos muitos sensatos se olhássemos para o futebol
Como ele é,  apenas um momento de lazer, e nada mais.

Com a alienação e os estereótipos brasileiros
Construímos a nossa ilusão de prosperidade, de simpatia, de alegria e sucesso...


Albano Morais
j.Nunez



quinta-feira, 26 de junho de 2014

ÍDOLOS E DEUSES MODERNÍSSIMOS NA SOCIEDADE DO ENTRETENIMENTO

Ídolos Modernos e entretenimentos

Novas formas de sexo, liberdades, vícios, família e relacionamentos,
Naturalmente, novas formas de crimes...
Pais dos sexos masculinos condenados por pedofilia,
Namorado mata namorado,
Namorada mata namorada...
Não coloque sua mão no fogo querendo santificar e dignificar tudo...

Na sociedade dos entretenimentos
As celebridades, os entretenimentos e os indivíduos celebridades
Ganham importância descomunal e uma dimensão muito maior que nossa noção de patriotismo,
Sociedade, justiça, direito e democracia...

Nossos ídolos modernos são tão grandiosos e tão representativos
Que fundem em suas personalidades nosso país, a nacionalidade e o individualismo...

Nossos ídolos são os modelos de nossos estereótipos caricaturescos...
Damos tanto valor ao ídolo moderno que eles estão acima da condição humana...
Seus ganhos financeiros justificam essa condição de ídolos e deuses moderníssimos...
Que aceitamos com naturalidade...

Albano Morais
J.Nunez   


segunda-feira, 23 de junho de 2014

Espetáculo, poder e alienação

Poder e Espetáculo

O espetáculo se alimenta de alienação social
A política se mantem no poder com a alienação.
Sendo o espetáculo uma válvula de escape
É quase impossível abandonar a ilusão
E a condição de subjugado.

Octávio Guerra

J.Nunez 

A Sociedade do espetáculo e a criação de público consumidor de espetáculo

Fim de Festa

O Brasil amanheceu campeão do mundo,
A alegria rasgou noite adentro.
Ficou a sujeira de fim de festa...
Por aqui, os turistas já deixaram o subúrbio e os bares da Constâncio...
As putas continuam putas...
As meninas defloradas continuam com fome,
O homem que arrastava uma perna continua arrastando uma perna
Tentando vender alguma coisa,
Os donos das tabernas voltaram para seus bêbados costumeiros...
A televisão voltou a noticiar a corrupção, os crimes e os esquartejamentos,
A rua está mais suja que de costume,
Eu estou mais estagnado que de costume.
Alguém levou minha parte; pareço ainda mais miserável agora .
Esse negocio de espetáculo  é muito estranho, 
Só pago, assisto ao  banquete  e não ganho nada....
Os estrangeiros deixaram o espetáculo bizarro,
As ruas tem um ar de tristeza depois da embriaguez de alegria tola.
As ruas tem um ar de negligencia, culpa e um pouco de vergonha
De nossa superficialidade...
A estagnação está nas ruas, eu estou nas ruas...
As águas podres e paradas nas ruas mostra que tudo volta a seu lugar.

Abdias de Carvalho
J.Nunez


Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA