Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 12, 2014

Poesia Imparcialista de opinião social

Abdias de Carvalhopoeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva, da baixeza moral, da atrofia, da revolta calada, do silêncio dos excluídos, da ruminação furiosa e secreta, da repugnação, da repetição angustiante, da falta de oportunidades, da linguagem repugnante, esse poeta representa o abandono, o deixar se onde está. Neste poeta não há incertezas, e sim eterna imobilidade.  
Imobilidade na alma
A única coisa que espero
É que o balconista abra a minha cerveja gelada.
Outros esperam o primeiro beijo homoafetivo
Na televisão,  no horário nobre,
Outros a estrela absinto,
Outros o novo profeta,
Outros Jesus Cristo,
Outros a nave espacial,
Outros o êxodo,
Outros a sorte,
Outros a morte,
Os travestis e as putas da Rua Pinto de Azevedo
Esperam clientes,
Os viciados esperam o traficante,
Eu espero outra cerveja gelada,
Indiferente a qualquer espera dos outros...
A minha opinião sobre as coisas é igual  A essa  poça d` água, estagnada e podre...
Para mim poeta Imparcialista  A estagnação nã…

Tagarelices virtuais e outras frivolidades.

Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol? Eclesiastes 1:3
Tempo das Coisas Fúteis
Os meninos na calçada Falam de batalhas e lutas virtuais Como se fossem coisas reais...
As mulheres no salão de beleza Falam da novela  Como se fosse vida fora da tela.
Homens nas portas de bares Falam de jogos de futebol como se fosse Algo essencial para a suas vidas.
Jornais falam da vida das celebridades Como se fosse notícia significante..., Nas comunidades virtuais fofocas, Ostentação, tagarelice e outras futilidades online.
Em outros tempos também ocorreram Essa falta de realidade, consciência, verdade e objetividade; No entanto, na sociedade dos entretenimentos E das interações parece que extrapolamos Todos os tempos em frivolidades e inconsciências.
Uma abelha tira o néctar de uma flor para fazer o mel. Quem tira da vida a graça, a válvula de escape E a razão pela qual você não se mata;
Deve dar a vida uma esperança de que a vida É muito mais que essa futilida…

Esteriótipos do Carnaval e da Copa do Mundo no Brasil

Imagem
Aqui no puteiro do mundo 
O Brasil é realmente muito conveniente... Na Copa do Mundo a mulher brasileira é branca, inteligente e loira. Na alcova  esqueça os esteriótipos de mulher brasileira. 
Quando for carnaval a mulher brasileira será morena ou negra, Com todos os estereótipos limitadores de ser mulata: Bunda, rebolado, selvagem e exótica...Pronta para o sexo...
Uma Vénus Noire...  É produto de exportação, É a nossa melhor cara,  É a imagem que mais vende, É o cartão postal do puteiro do mundo. 
Albano Morais J.Nunez

O cúmulo do prazer e do desejo individualista

No ápice da sociedade do prazer
No ápice da sociedade do prazer, Quando a ciência, por exemplo, Conseguir transplante de útero Em um individuo de sexo masculino,
Uns dirão que o mundo ficou perfeito, Outros que o mundo chegou a cúmulo Do desrespeito a criação e as leis divinas...
Eu digo que será o cúmulo da sociedade Do desejo e do prazer, Em que tudo é subjugado ao desejo, Ao vício e ao prazer individualista. 
Albano Morais J.Nunez

Sociedade da valorização dos defeitos humanos e da desvalorização das virtudes humanas

Corrente de pensamento negativo
O mundo foi envenenado Com pensamentos de vaidade, Cobiça, luxúria, ganancias, Egoísmo, orgulho, ódio e traição... O que chamamos de desenvolvimentos São correntes de pensamentos Que fazem da terra um inferno.
Esse tempo de bestialidade incentiva Os defeitos humanos, o ódio e a violência; Quando deveria seguir as correntes de virtudes humanas, De amor, simplicidade, humildade, espiritualidade, Abstinências, caridade e compaixão... Que fazem da terra um paraíso.
As correntes de pensamentos involuntários, Me levam para um mar de inconsciência coletiva. Abandono às correntezas de pensamentos E percebo que os pensamentos são rios exteriores Que me levam para esse oceano de inconsciência...
Francisco Medeiros J.Nunez

Sociedade e família

Gente Evoluída
As tardes depois do expediente Sempre pede um gole, um cigarro E aquele papo filosófico...
O que puxou a conversa Foram os ciclistas pelados Que passaram na Rua do Carmo, Ainda não sei por qual motivo, Talvez não precise uma causa Para justificar sair pedalando pelado. 
Quando o homem branco chegou por aqui, Andar pelado era coisa de selvagens; Agora que somos moderníssimos Ficar pelado é coisa de gente evoluída, Ficar pelado é arte, É liberdade E sensualidade...
Ah! Fumar erva,   Partir para outra, Abortar um filho, Passar a perna... Também é coisa de gente evoluída.
Graças à supremacia feminista Ela me pede o divorcio, Fica com a casa, com os meus filhos E dá a eles um padrasto quinze anos mais novo que eu. Fico com os filhos nos fins de semana, Ela aproveita para passear com o namorado.
Você não perguntou A estatística também não perguntou, Mas digo que as mulheres pedem mais divórcios Porque ficam com tudo... Ela também quis um fôlego novo... O meu foi co…

As prisões das liberdades...

A Ilusão de liberdade
Ela respondia as perguntas da reportagem Com um sorriso que esconde a frustração de quem sente na alma Que o trabalhar fora de casa não é o paraíso propagado Por aquelas feministas a mais de meio século atrás... De todo o modo, com ou sem feminismo, Á vida é feita de frustração e desencanto...
O que vale a pena na vida Não é o fato estarmos na vida, Mas no que a transcende...
Acontecerão outras lutas, Outras frustrações e outros desencantos, No entanto há uma consciência De que somente o que não é perecível,  O que está mais além da vida  E suas circunstâncias, é o que de fato,  vale a pena.
Jonas Correa Martins J.Nunez




Geração "rolezinho" ou geração entretenimentos, ilusões de facilidades e imediatismos...

Geração entretenimento e sexo fácil
Formamos uma geração para a sociedade do consumo, Para o sexo fácil, as liberdades sexuais, os divertimentos, Que também é mercado e produto de consumo.
Formamos indivíduos prontos para aceitar As praticas de liberdades sociais e sexuais... Para tanto, formamos uma geração Sem limites, sem fronteiras, sem parâmetros, Sem virtudes, sem educação, sem elegância, Sem altruísmo, sem ritual de vida,  Sem valores de família, sem responsabilidades, Sem comprometimentos, sem os valores do trabalho;
Sem a importância de sermos adultos, homens e mulheres; Sem os valores do sacrifício, sem os valores da cultura, Sem os sentimentos e a consciente de dignidade e valor humano, Sem os valores e os sentidos abstratos da vida, Do coração e da alma; Sem a noção de que existem coisas muito sérias,   Sem valores éticos, espirituais, culturais, morais e religiosos.
Nivelamos, reduzimos pais, mães, avós, adultos, professores, Polícias, lideres religiosos, e tudo mais…

Um profeta Jonas contemporâneo

Imagem
A volta do Profeta Jonas
Jonas ressuscitou no terceiro dia. Esse profeta foi enviando a Sodoma e Gomorra contemporânea. O homem moderno arrogante e pretencioso Não se arrependeu... E Deus destruiu a grande cidade globalizada. Dessa vez não houve nem peixe gigante Nem aboboreira...
Um homem está no meu portão Evangelizando sua “Boa Nova”, Infantil e clichê... Perguntou se eu aceitava. Respondi:_ Sim, claro! Pensando, em segredo, Qualquer coisa é melhor que essa ditadura Das liberdades, dos vícios, dos desejos, Dos prazeres e dos direitos sexuais...
Albano Morais
J.Nunez