Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 5, 2014

A sociedade do pecado, do vício, do desejo e do prazer.

A Sociedade do Pecado ou A Sociedade do Prazer.
Esse contexto poderia ser chamado de A Sociedade do Pecado, Mas, como o contexto contemporâneo ignora os limites, As fronteiras, os  planos da consciência, A lei oculta, os valores, os limites, a coerência,  A sanidade social, o equilíbrio, a sensatez, as virtudes, os parâmetros E tudo que possa impedir a nossa "felicidade" segundo os nossos desejos; Por essas razões, chamamos esse tempo de A Sociedade do Prazer.
Nesse contexto nos tornamos tão individualistas, Tão egoístas, tão mesquinhos e tão superficiais Que ignoramos as destruições e as dores que podemos causar Com a realização, a todo custo, de nossos desejos, prazeres e vícios... Essa é a sociedade que obedece apenas a lei do prazer individualista.
Octávio Guerra
J.Nunez

Na sociedade da deformação e do nivelamento.

Na Sociedade Pornográfica
Está cada vez mais difícil Saber se é jornalismo ou se é fofoca, Se é jornalismo ou se é pornografia, Se é jornalismo ou se é piada, Se é informação ou se é desinformação, Se é humor ou se é deselegância e falta de escrúpulos, Se é para rir ou se é para levar a sério, Se é democracia, ou se é ditadura, Se é socialismo ou  se é  capitalismo, Se somos um mundo ou se somos uma comunidade global,  Se é caridade ou se é exploração, Se é virtude ou se é defeitos humanos,  Se é inclusão ou se é exclusão, Se é homem ou se é  mulher, Se é dia santo ou se é dia de consumo,   Se é igreja ou se é baile, Se é padre ou se é galã de cinema, Se é anuncio de produtos industrializados ou  se é filosofia de vida, Se é amor ou se é vontade de fazer sexo com todos, Se é polícia , político ou se é  bandido, Se é liberdade ou se é prisão e escravidão, Se é direitos ou se é fazer do mundo um bacanal a luz do  sol, Se é vício ou se é diversão, Se é filme, novela, programa de tele…

A máquina revolucionária, inconscientemente, trabalha a favor do sistema capitalista...

A mulher, a mãe operária, sua sangue para cumprir três tarefas ao mesmo tempo: trabalhar durante oito horas num estabelecimento, o mesmo que seu marido; depois, ocupar-se da casa e, finalmente, tratar dos filhos. O capitalismo pôs nos ombros da mulher uma carga que a esmaga; fez dela uma assalariada, sem ter diminuído o seu trabalho de dona de casa e de mãe. Assim, a mulher dobra-se sob o triplo peso insuportável, que lhe arranca amiúde um grito de dor e que, às vezes, também lhe faz verter lágrimas. O afã foi sempre a sorte da mulher, mas nunca houve sorte de mulher mais terrível e desesperada que a de milhões de operárias sob o julgo capitalista durante o florescimento da grande indústria… (Alexandra Kollontai, 1982).
A Máquina Revolucionária
Ela dizia ao marido: _ Conquistamos o trabalho fora de casa Para criar riqueza para os outros, E continuamos com o peso da casa,  Com o peso de ser esposa e mãe... Acho que a mulher foi enganada,  E nos deram o crédito de sermos as revolucionár…

Globalização da fofoca

Comunidade Global
A conversa se espalha Como em uma cidadezinha de interior, Ficamos “na boca do povo”
Em uma escala mundial Com a fofoca virtual Em comunidade global.
Octávio Guerra
J.Nunez

Poesia espiritualista.

Imagem
Cemitérios dos esquecidos (Sales)
A voz da mãe natureza, Ali na floresta nativa, Ali no Cemitério dos Esquecidos, O silêncio da morte, A voz do nativo, O calafrio da morte, O silêncio dos injustiçados. A voz calada e o gemido sufocado É o grito dos mortos Que de modo algum silencia... As almas estão ali e causam arrepios Porque a morte não cala os mortos.
José Nunes Pereira  

Fim das ideologias, ou ideologias das conveniências

Ideologias possibilistas
Não temos mais ideologias: Capitalismo quando é conveniente,  Socialismo quando é conveniente, Ditadura Militar quando é conveniente, Ou nada disso, quando é conveniente....
Estamos sujeitos aos possibilismos De uma sociedade que se molda Ao capital e ao consumo.
Octávio Guerra J.Nunez

Novo conceito de ambiente familiar.

Um diálogo entre poetas imparcialistas

Um ambiente de família 
Meu amigo e filósofo relativista, dizia:  _ É tudo a mesma coisa... Chegamos na rua Sodoma. Do outro lado da rua, Viciados, prostitutas velhas, prostitutas novas, Travestis, gays, simpatizantes praticantes etc. Perguntei: _ Ali também é tudo a mesma coisa...
Ele respondeu: _Depende! E Perguntou:_ O que é um ambiente familiar para você?   Respondi: _ Um ambiente familiar é aquele  Que está dentro dos princípios cristãos de família e virtudes. O poeta relativista me surpreendeu: _ Errado!  _Esse conceito de ambiente familiar é preconceituoso, homofóbico ,  Excludente e violador de direitos dessas pessoas.
Exclamei: _ Que!? O meu amigo relativista explicou:  _ Imagine que esse ambiente fosse o aniversário de uma criança. Respondi: _Tá louco! _É impossível de imaginar!
Ele concluiu: _ Se fosse! _ Dentro do conceito atual de direitos, inclusão, liberdade, família, Dignidade,  valores, virtudes, amor etc. Esse ambiente é familiar! Não podemos neg…

Sociedade das incoerência sem escrúpulo

Incoerência
O advogado falou defendendo o criminoso: _ Meu cliente confessa o cárcere privado, Mas o estupro, foi relação sexual consentida...
Salomão Alcantra
J.Nunez