Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 27 de dezembro de 2014

Da primeira vez que eu vi o mar

Poema ao mar

Da primeira vez que eu vi o mar
Meus olhos se encheram de alegria de contemplar,
Como se um dia eu tivesse deixado esse lugar,
Como se eu voltasse para o meu lar...

Me vi bem perto do criador,
Calei as preocupações do dia,
Meu coração transbordou amor,
O meu peito respirou alegria.

Lavei o corpo e a alma no sal do mar,
Compreendi a grandeza de amar,
A nobreza de minha insignificância
E que toda a minha importância
Esta no amor, na contemplação
E na humildade diante da criação.

Nesse instante de integração com a natureza,
Diante dessa  embriagadora  beleza,
Compreendo que sou criatura,
Criador, e que na essência e no coração
Sou essa pessoa de alma pura
Diante dessa manifestação
De amor, reverência e candura.  

Francisco Medeiro
J.Nunez

27-12-2014
Itapema


Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA