Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 18 de janeiro de 2014

Poesia Imparcialista de opinião social

Abdias de Carvalho poeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva, da baixeza moral, da atrofia, da revolta calada, do silêncio dos excluídos, da ruminação furiosa e secreta, da repugnação, da repetição angustiante, da falta de oportunidades, da linguagem repugnante, esse poeta representa o abandono, o deixar se onde está. Neste poeta não há incertezas, e sim eterna imobilidade.   

Imobilidade na alma

A única coisa que espero
É que o balconista abra a minha cerveja gelada.

Outros esperam o primeiro beijo homoafetivo
Na televisão,  no horário nobre,
Outros a estrela absinto,
Outros o novo profeta,
Outros Jesus Cristo,
Outros a nave espacial,
Outros o êxodo,
Outros a sorte,
Outros a morte,
Os travestis e as putas da Rua Pinto de Azevedo
Esperam clientes,
Os viciados esperam o traficante,
Eu espero outra cerveja gelada,
Indiferente a qualquer espera dos outros...

A minha opinião sobre as coisas é igual 
A essa  poça d` água, estagnada e podre...
Para mim poeta Imparcialista 
A estagnação não é a ausência de movimento,
Para mim a estagnação é um lugar, um momento,
Um estado de imobilidade na alma.

Abdias de Carvalho

J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA