Postagens

Mostrando postagens de Outubro 20, 2013

Poesia Imparcialista

Noites Despertas
Eu que ainda procurava ser eu,   Encontrei!!!!!!!! Está aqui! Sempre esteve aqui! Nos dias despertos que levam as noites de mistérios...
O resto não importa! Não importa mesmo! As ofensas já esqueci,   Não perdoei...Não sou tão pretensioso! O que sou é insignificante Demais para andar por ai mascando rancores... Quem é que se importa com os meus rancores! Os meus fracassos são insignificante, As minhas vitórias mais insignificantes ainda, Os meus erros sou eu sem máscaras, O que mais importa é desmascarar-me.
O que você pensa de mim não importa, A não ser que o que você pense de mim Põe em risco esse mistério de ser eu Em dias e noites despertas.
Não importa o quanto sou frouxo na moral! Ser patético é ser eu mesmo, sem encenações,   E ser eu mesmo é o caminho para  a redenção... Retenção!   É muita presunção! Por agora basta o meus dias despertos e as noites de mistérios!
Abílio Santana J.Nunez

Biografia

Biografia
O problema da celebridade Que sai dizendo que é homossexual É que ela deixa de ser “artista” a passa a ser homossexual; E pertencer a uma causa e um grupo... A razão para essa inversão,  Se explica com a força descomunal   Do sexo e seus conceitos...
Octávio Guerra
J.Nunez

Sociedade do nivelamento

Capitalismo e sociedade dos nivelamentos 

Sociedade do nivelamento,
Em síntese, é a transformação do individuo
Em mero público consumidor de produtos e serviços...

Para atingir esse objetivo o capitalismo
Destrói, explora e desvaloriza tudo
Com o proposito de salvar a si mesmo
E sua base no consumismo.

Essa procuro de maneiras de explorar
Chamamos de possibilismo social.

Octávio Guerra
J.Nunez

Individuos e sociedade concebida sem pecado

Sociedade concebida sem Pecado
Vivemos na solidão de nosso mundo interior, Ou na solidão física, as nossas verdades Que não são exteriorizadas.
O que vivemos no mundo exterior É o que pensamos que o mundo exterior Deseja de nós, a nossa verdade  Ou as nossas vivencias plenas de nós mesmos Seria esse mundo interior exteriorizado, Contudo a ideia de pecado e a consciência de certo e errado Ainda nos impedem de sermos o que de fato somos.
Em uma linha geral, Somos a sociedade do prazer, Do desejo, Da diversão, Do vício, E do entretenimento sexual, Concebida sem pecado pela modernidade Com a destruição e a desvalorização de tudo..., Destruição em nome da liberdade e do capitalismo consumista, Que agora nos escraviza com nossos próprios vícios e desejos.
Murílio Santiago
J.Nunez

Não é obrigado ser católico

Não é obrigado ser católico A igreja e o cristianismo contemporâneo Não obriga ninguém a ser católico e cristão, Então porque uma minoria quer obrigar a igreja A aceita-los como católicos e cristãos? Quando podem ser o que bem intender...
Seria a minoria filho rejeitado Querendo ser aceito pelo pai Que possui suas verdades duras Seu amor, sua compaixão E sua piedade desconfortável, Que diminui os pecadores dignos de piedade...
Em outras palavras porque a igreja é obrigada A aceitar alguém como cristão Quando ninguém é obrigado a ser cristão!
Sou prático, vejo quem me vê, Olho quem me olha, Sou amigo do amigo... Sou da igreja que não me obriga a ser da igreja.
Albano Morais
J.Nunez

O povo espera o salvador Pré-Sal

Espero o Pré-sal
O povo espera o salvador,   O nosso petróleo...  Enquanto o Pré -sal não sai Vou comendo ovo no almoço E pé de galinha uma vez por mês.
Quando sair o Pré-sal Comerei carne de primeira, vinho e frutas... Os presidentes do Brasil garantiram!
Se o pré sal não sair Vou morrer comendo ovo e pé da galinha, Vou ser embalsamado de colágeno... Dizem que pé de galinha contém colágeno, Que é bom para a pele...
Salomão Alcantra
J.Nunez

Sociedade dos Decadentes Contemporâneos

Decadentes
_Carmen! Você!  Que linda! Conserva ainda aquele jeito de puta, Aquele escândalo e aquela indelicadeza... Agora não é mais para o “meu bico” Para meus “trocados” e as bebidas Em troca de um programa... E do seu vicio em Crack.
Que eu sustentava sem nenhum peso de consciência ou dignidade... _Carmem, você está linda! _ Muito linda mesmo! Apesar de seu requebrado de puta em roupas de socialite...
Agora você não é para o "meu bico”: A pele renovou em seu rosto, E os dentes foram feitos, Seu corpo agora cheiroso  E seus cabelos são de anja loira...
Mas ainda tem aqueles olhos traiçoeiros E aquela degradação e decadência na alma.
Eu sei! A qualquer momento você cairá do pedestal, Será uma pena!  Linda! mais ainda não merece a veneração dos homens, Que reconhece em certas mulheres o  modelo de mulher  Para ser contemplada e nunca tocada por homens degradante com eu.
Essa é a única dignidade e nobreza que eu tenho, E você não merece.  Para você trocados, goles e drogas..…

Civilização Contemporânea

Desalmados
Somos civilizados! Perigosamente civilizados Ao modo capitalista consumista Na sociedade dos vícios, Entretenimento e do prazer...
Selvagemente civilizado, Perigosamente desalmados, Pelo pragmatismo materialista capitalista Que ignora as dimensões da vida e do homem.
Octávio Guerra J.Nunez