Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 21 de setembro de 2013

Sociedade das legalizações e dos direitos

Marginalizados

Lavei o copo a boca e interrompi o primeiro gole:
O que eu menos compreendo na sociedade contemporânea
É o fato de queremos legalizar tudo que a maioria tem como erro...
Depois dizemos que não temos preconceito!
Preconceito do preconceito!

Estão porque não cometemos nossos erros como erros!
Porque não praticamos nossos pecados como pecado!
Porque não praticamos nossos crimes como crime!
Porque não aceitamos nossos erros como erros e pronto!

Porque queremos santificá-los,
Porque queremos justificá-los,
Porque queremos dignificá-los!

Eu que ando entre gentes degradantes
Porque minha  alma tem afinidade com essas gentes,
Com essas putas marginalizadas,
Embora imaculado entre eles, embora fume maconha passivamente,
Embora tenha o espírito leviano e o amor geminiano,
Embora eu tenha a boca suja,
Embora eu seja preguiçoso e entregue ao vício
Não acredito que eu seja um santo, e posso viver muito bem com isso,
Talvez seja isso que eu mais goste em mim.

Não quero que dignifiquem minha bebedeira,
Não quero santifiquem minha preguiça,
Não quero que purifiquem minha libertinagem,
Não quero que legalizem minhas marginalizações,
Não quero ser honroso. 
Não estraguem minha vida!
Estou em paz comigo mesmo.  

A alma possui labirintos, antros, 
Arrebatamentos, ruelas perigosas, esconderijos,
Marginalizações, virtudes, céus, infernos, louvores, dons...
Queremos legalizar o exterior por onde, 
Por afinidade, caminham nossas almas.

Hermínio Vasconcelos
J.Nunez

Horóscopo

Horóscopo da semana

Horóscopo da semana
Para todos os signos do zodíaco:
A imprudência pode estragar seu dia,
Ou sua vida inteira,
Por isso se beber não dirija...

Octávio Guerra 

J.Nunez 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Contexto contemporâneo

Moche Époque

Belle Époque europeia,
A custa de extermínios,
Morte, ouro e escravidão nas colônias.
Por aqui, nas  Américas
Sempre foi Moche Époque...
Chegamos adiantados a esse tempo...

As cidades deslumbrantes
Não terão recursos para continuar lindas e fascinantes;
Terão a tristeza de uma donzela empobrecida...
Mundo globalizado, inversão da ordem,
Inversão de todas as coisas...

Morte ao livre arbítrio;
Arbítrio pressupõe a tortura da escolha,
Exclusão, pecado, dualidade, certa e errada...
Não queremos esse preconceito,
A moeda não tem mais dois lados,
Agora é tudo a mesma coisa.

 Salomão Alcantra
J.Nunez



Poesia para o contexto contemporâneo

Desestruturação

Na sociedade contemporânea é assim:
O que é é!,
E o que não é
É também.
E não adianta ter opinião!
Para ser é preciso apenas malabarismo teórico...

Salomão Alcantra

J.Nunez

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA