Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 16 de março de 2013

Os Possibilistas


Os Possibilistas

Talvez a vida, que temos acesso,
Seja isso mesmo,
Escolhas!

Porém as escolhas já foram escolhidas
E colocadas ao nosso alcance.
Então o que é, supostamente,
Inatingível, impalpável
É muito mais interessante...

Já não procuro mais manifestações inspiradas;
Espero manifestações metafísicas,
Espero uma auto-revelação na alma...

Além desse mundo
Deuses, anjos sei lá que seres superiores riem
De nossas pretensões e nossas ilusões de controle
Em uma vida mecânica, onde ignoramos
Ser apenas fruto das conseqüências...

No fim das contas, está aqui a eternidade
Engolindo todos os nossos conflitos,
Condutas pretensões e ilusão de felicidade...
A eternidade ignora todos os nossos caprichos.

Em fim, sei que você não vai confessar,
Mas eu sou o poeta das coisas inconfessáveis
E digo por nós: O amor ou o sexo esconde
Outras possibilidades de outros amores,
Outras condições e sexo,
Como perdas pela escolha que se faz.

O que mais amo da vida
É essa nossa insignificância holística 
Diante da eternidade...

Murilo Santiago
J.Nunez

Tempo de nivelamentos, Ou relativismos...


Que tempo é esse?


A Origem da Bestialidade

Não estamos, declaradamente, em guerra
Nossas aberrações,
Bestialidades,
Selvagerias,
Injustiças,
Deformações e insanidades,
Não são, necessariamente, frutos de guerras;
São frutos do capitalismo,
Ou dessa coisa mista
De socialismo e capitalismo,
Das liberdades libertinas,
Do consumismo,
Da exploração de tudo,
Do virtualismo,
Da sexualização de tudo,
Da desvalorização humana,
Da destruição das virtudes,
E da competição selvagem...

Estamos vivendo os resultados
E as conseqüências do que foi o moderno,
Que tempo é esse?
Tempo de nivelamentos,   
Ou relativismos...

Albano Morais
J.Nunez

Os Imparcialistas




                                 https://www.facebook.com/groups/386731641420364/

A sociedade com sintomas de anorexia


A sociedade com sintomas de anorexia

Sociedade sem parâmetros
Em que nada é satisfatório...
É sempre pouco...
Nunca é o bastante...
A felicidade se tornou sinônimo sexo e entretenimentos.

Sociedade com sintoma de anorexia em tudo...
Ser ou não ser,
Parecer que é
E pensar que é
Se tornou a mesma coisa...

A sociedade com sintomas de anorexia:
Autodestruição na desestruturação e no caos,  
Pensando ser estrutura e nova ordem.

Octávio Guerra
J.Nunez 

sexta-feira, 15 de março de 2013

Nascimento e Lançamento Oficial do Movimento Literário Imparcialismo


Nascimento e Lançamento Oficial do Movimento Literário Imparcialismo (ficcional)

Hoje, dia 15 de fevereiro de 2008.
Eu José Nunes Pereira, poeta e pesquisador, comecei a escrever o Imparcialismo à cerca de um ano e pouco. Meu propósito desde quando iniciei a pesquisa não mudou muito, em muitos pontos as idéias iniciais permaneceram.

Comecei a vê-lo no curso de Letras, porém o Imparcialismo não marca o início de minha escrita, escrevo a mais vinte anos. O Imparcialismo é na realidade o resultado desses anos de prática literária. 
No dia 13 de novembro de 2008, dia do nascimento de minha filha, eu já havia estruturado o Imparcialismo a maneira que está agora, porém foram chegando outros poetas e nesse momento são 17 poetas ou pseudônimos de J.Nunez.
Ontem dia 14 de fevereiro de 2010, publiquei o Manifesto Imparcialista, o seu contexto literário, suas características e sua temática. Lançando oficialmente o MOVIMENTO LITERÁRIO (ficcional) 

O respeito ao ser humano, sua dignidade, a coerência, a justiça, a sanidade, o equilíbrio, a verdade, sua consciência, sua própria condição de humano e a leitura de sua realidade exterior e interior, a leitura do contemporâneo são as maiores ambições do Imparcialismo.

O Símbolo Imparcialista é uma figura de oito lados de cor amarela e bordas pretas com três setas indicando os caminhos e o momento crucial; não escrevi muito sobre o símbolo e ainda não escrevi nada sobre a origem do nome Imparcialismo.

O objetivo dessas publicações é tornar público essa nova possibilidade, esse novo contexto para a literatura e as artes.

No dia 22 de dezembro de 2012, devido aos plágios sofrido pelo Imparcialismo, iniciei o grupo Os Imparcialistas (não ficcional), com o propósito de unificar a produção artística e literária apenas com uma das características dos Imparcialistas (ficcionais),  a temática contemporânea.  



Fica em mim o desejo de que esse estudo seja muito bem aproveitado por todos os amantes da arte. 

Convido a todos os amantes da literatura e das artes em geral, a conhecer o Imparcialismo.



          José Nunes Pereira

quinta-feira, 14 de março de 2013

Com ou sem aval do Papa


Aval do Papa

Porque esperamos do Papa
Aval para tudo que fazemos
Quando praticamos todos os pecados e vícios
Sem aval do Papa...
Para que?  Praticamos com ou sem aval do Papa!
Isso é a hipocrisia da hipocrisia.

Por que colocar o Papa entre a espada e a parede,
Para que complicar o Papa,
Para que moldar a Igreja “segundo as nossas paixões”
Para que pressionar o Papa para que ele se posicione...
Sendo o Papa contra ou a favor,
Vamos fazer do mesmo jeito...

Isso é jogar o peso dos nossos crimes,
Pecados e vícios, que no fundo condenamos,
Sobre as costas da Igreja e do Papa...
Por que esperamos que a igreja e o Papa
Dignifique e Santifique nossas frouxidões?
Isso é a hipocrisia da hipocrisia.

O que fazemos entre quatro paredes
Sempre foi sem aval do Papa...
Os meus pecados, vícios e fraquezas, que condeno,
Sempre foram sem aval do Papa...

Murilo Santiago
J.Nunez

Movimento Literário Imparcialismo: literatura, arte e pensamento para o novo contexto

terça-feira, 12 de março de 2013

segunda-feira, 11 de março de 2013

CONCLAVE


Conclave

Conclave ou sem chave,
A igreja deve posicionar-se
Diante da vida
E da sociedade do prazer
E do entretenimento...

A poesia imparcialista  
Está longe de ser utópica,
Com seus versos que são tópicos
Da temática contemporânea,
Com seus versos,  
Sínteses da teorização
E da abrangência dos temas
E da influencia da velocidade e da liberdade
Que deformam o nosso tempo.

Octávio Guerra
J.Nunez

Tempo e velocidade da vida moderna


Afinidade

O mundo ficou pequeno,
Encurtamos as distâncias
E aumentamos assustadoramente
As indiferenças entre “nosotros”
Como diz o amigo equatoriano da pensão.

O mundo deveria ser feito das curvas de Niemeyer
Para aumentar o tempo e o cuidado para percorrer a vida,
Para que possamos ficar mais tempo juntos...
Sem grandes apegos,
Estar juntos por pura afinidade, feito velhos e bons camaradas,
Como eu e os amigos bêbados e as meninas da Rua 10 de maio
Esquina com a Alcides Nunes.

Hermínio Vasconcelos
J.Nunez

A velocidade da vida contemporânea


Velocidade

Meu cabelo despenteia
Na velocidade sobre duas rodas
De uma motocicleta último modelo.
Eu dissipo na velocidade da vida,
A liberdade e a velocidade
Deu sentido acabado
A tudo que é aos pedaços...

As palavras são comidas durante as refeições,
Como aperitivos e online.
Mesmo aos pedaços a vida
E as palavras possuem sentido acabado...
Na TV, notícias de um tempo perigoso
Em que estamos presos na liberdade
E nas redes cibernéticas; privacidade vigiada,
Nada de segredo, magia e mistério
A vida perdeu o gosto.

Salomão Alcantra
J.Nunez

domingo, 10 de março de 2013

Sociedade contemporânea


Sociedade do orgasmo

Na sociedade do prazer
E do entretenimento sexual,
A vida é uma preliminar para o orgasmo,
Com ou sem remédio afrodisíaco...
Com ou sem sexo definido.

A vida não teria outras ocupações,
A vida não seria um exercício para a evolução da alma,
A vida não seria apenas um estágio da eternidade,
Ou a vida é só isso mesmo?
Uma preliminar para o orgasmo.

Salomão Alcantra
J.Nunez 


Temas Contemporâneos


Casal

O mensageiro chegou a casa, disse:
_Quero falar com a senhora Carina, ela se encontra?
O marido de Dona Carina responde:
_ Sim, se encontra. Chamou: _ Carina!
Veio outro cara!
_ O mensageiro ficou confuso:
_ Mas, ele é a Carina?
_Sim! Ele é a Carina!_ Somos um casal gay!
_ Por quê? Tem alguma coisa contra?_ Você é homofóbico?
_Não! _É que não é todo dia que se vê um casal gay!
O marido retrucou: _ Está dizendo que não somos normais!
 O mensageiro respondeu:
_ Não estou achando nada! Vamos ao que interessa, o Marcos de Luca é seu filho e dele, ou dela! 
O marido respondeu: _ Você é burro?
_ Não está vendo que somos os dois do sexo masculino e que não podemos ter filhos?
_O Marcos é adotado! _ Ele não sabe!
O mensageiro acabou com a conversa, entrou no carro e saiu dizendo:
_ Se acaso o senhor e sua senhora, senhor, sei lá,
Desejar saber o que tenho para dizer procure o hospital.
Bateu a porta do carro dizendo: _ Esse mundo está incomunicável!

Salomão Alcantra
J.Nunez

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA