Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Sociedade e submundo

O Fazedor de Luz

"Como caíste do céu, ó Lúcifer, tu que ao ponto do dia parecias tão brilhante?"  Isaías 14:12

Natal rima com capital – ismo, disse o filosofo de taberna.
O Papai Noel, a Coca- Cola, aparelhos eletrônicos embrulhados para presentes
E fantasias sexuais de natal,  tomaram o lugar do Nosso Senhor Jesus Cristo-
Disse o filosofo de taberna.

Um Cristo empoeirado acima da porta,
O vento varreu as ruas feito uma senhora zelosa com a casa,
Em frente à porta do comércio, escorado na placa de proibido estacionar
Fumo maconha, passivamente, ou por tabela.
Ela pomba gira, suja e bêbada, ainda desperta em mim desejos lascivos,
No banheiro dos comércios arruinados,
Nos hotéis de quartos para putas e outros depravados,
Nos clubes sociais de fracassados, entregue aos bêbados e viciados,
Nos fundos,  um canto mais discreto
Para algo mais que os beijos de bocas imundas...

Com o bom cristão que não sabe que sua bondade está vestida de orgulho e vaidade,
Entre os porcos de estimação que são porcos e não sabem,
Entre essa gente que consegue ser mais sujo,  mais degradante que eu,
Por aqui eu sou rei dos espíritos imundos...

Foi aqui que descobri algo extraordinário:
Descobri que aquele outro em mim, sou eu mesmo...
Caiu do pedestal, está aqui entre gentes degradantes por afinidade,
Aquele espirito, aquele ser abstrato
Que se negava estar aqui, caiu do pedestal,
Agora somos um em uma só carne,
Agora estamos muito mais lúcidos...

Aquele e esse que fala com as pessoas, têm amigos,
Esconde segredos, luta, ama e odeia... É a mesma pessoa.  
Odeio textos abstratos aos olhos dos outros,
Mas não tenho outro modo de dizer, aquele sou eu mesmo.
Aquele é Lúcifer, o “fazedor de luz”

No canto da taberna uma árvore de Natal amarotada...
Com luzes queimadas.  

Abílio Santana 
 J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA