Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Poesias espiritualistas

O Coveiro

Meu Deus, nesse dia
Me ajude a ser justo e verdadeiro
Como a pá do coveiro
Que enterra pobre,
Que enterra rico,
Com igualdade.

Se tu queres justiça entre os homens
Espere a morte, que chega a tudo e todos
Inevitavelmente.
                                                    Salomão Alcantra

                                                      J.Nunez


Nenhum comentário:

Literatura Imparcialista

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA