Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 20 de abril de 2013

Abdias de Carvalho poeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva


O Balconista

Não vejo o rosto,
Escuto somente uma voz de homem.
Na lanchonete alguém pede
Um guardanapo de papel para enrolar
Um cigarro de maconha,
 Enquanto uma mãe oferece serviço de sexo
Com sua filha adolescente.
Cai uma chuva fina e cotidiana,
Um casal de gay corre da chuva
 Entre os carros no congestionamento.
O balconista não deu o papel
 Para o cigarro de maconha, não deu tempo,
Ele foi atingido por um tiro na testa.
A polícia me perguntou:
_O que você viu?
_Eu vi o que todo mundo vê
A bala entrou pela testa e saiu na nuca.

Abdias de Carvalho
J.Nunez 


Abdias de Carvalho poeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva, da baixeza moral, da atrofia, da revolta calada, do silêncio dos excluídos, da ruminação furiosa e secreta, da repugnação, da repetição angustiante, da falta de oportunidades, da linguagem repugnante, esse poeta representa o abandono, o deixar se onde está. Neste poeta não há incertezas, e sim eterna imobilidade. 

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA