Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 10 de março de 2012

O Imparcialismo

O Imparcialismo
O povo é vítima em todos os sistemas de governo,
Porém há sistemas em que o povo é menos explorado,
Esse sem dúvida é o melhor sistema de governo.
Há sistemas que destroem as almas e os corpos.
O Imparcialismo não pousa em nada
O Imparcialismo é do signo de ar, fogo, água e terra.
O Imparcialismo é dos ares de onde se vê tudo
E não dá para negar que vê.
Octávio Guerra
J.Nunez




Sociedade contemporânea: artificial, virtual e superficial



Mundo artificial e mundo superficial

Na sociedade contemporânea
Você tem que oferecer alguma coisa!
Mesmo que seja à bunda...
Mas lembre-se a bunda é descartável
E o peito é de silicone,
Esse é o mundo superficial e artificial ao mesmo tempo.

Eu ofereço minha falta de ética
E minha frouxidão moral... Que são úteis
A essa sociedade altamente competitiva.

Essa é a sociedade dos possibilistas
Essa é a sociedade da tecnologia e do artificial...
Em matéria de coisas artificiais o Japão é imbatível:
Criou o bordel de bonecas artificial
Entre muitas outras virtualidades...

Eu não tenho medo da vida!
Não fujo do mundo natural,
Na vida real podemos trair e ser traídos,
Ter ejaculação precoce,
Podemos amar por uma eternidade,
Ter uma mulher de verdade
E pagar com dólar ou em Real,
Podemos rejeitar e ser rejeitados;
Mas é seguro! Eu garanto!

Abílio Santana
J.Nunez

Uma exemplo de como é uma poesia para o novo contexto, uma poesia que seja a leitura de nosso tempo, uma poesia do Movimento Imparcialista


Um crime e uma noite de amor

Alguém lá embaixo é testemunha do crime
Que vi aqui da sacada do terceiro anda.

Eu acompanhava, com o olhar,  daqui de cima
A mulher com quem estive essa noite;
Quando de repente vi um rapaz aproximar
Do carro que parou no sinal vermelho,
Houve uma discussão feia.

De repente um tiro...
A testemunha disse que o ladrão atirou
No homem que é a mulher do casal gay,
As crianças filhas do casal gay nada sofreram.

A mulher que eu acompanhava com o olhar
Voltou assustada para meu apartamento,
E naquela noite dormiu em meus braços.

Hermínio Vasconcelos
J.Nunez

quinta-feira, 8 de março de 2012

Homens e mulheres ganham igual, para ambos ganhar pouco e aumentar a mão de obra barata - Governo recua na proposta de igualar salário de mulheres ao de homens.


Sociedades da felicidade individualista

O mundo está nas mãos das mulheres,
O mundo virou gay
E se deformou nas liberdades, prazeres e direitos
Pautados no direito a felicidade individualista
Que desconsidera qualquer teoria ou valores
Que represente impedimento a essa felicidade
Com base no prazer e no desejo.

A figura patriarcal foi destruída,
O homem heterossexual está sendo esmagados
Em um mundo feminista e gay.

As liberdades femininas trouxeram
O poder social e econômico para as mulheres
E tirou do homem o poder econômico
Para sustentar e manter sua família...

As conquistas femininas, a industrialização
E a quantidade de mão de obra disponível
Destruiu o poder econômico do homem e desvalorizou o trabalho...
Homens e mulheres ganham igual para ambos ganhar pouco
E aumentar a mão de obra barata.

As mulheres e os homens são renumerados igualmente,
E ambos, juntos, não ganham um salário digno para sustentar os filhos
E ainda são obrigados a entregar seus filhos para serem depositados em escolas
Que não podem fazer o papel das famílias e seus necessários valores perdidos
Para as liberdades sexuais da sociedade do desejo e do prazer.

Octávio Guerra
J.Nunez

  

Governo recua na proposta de igualar salário de mulheres ao de homens

  van Richard 
Da Agência Brasil, em Brasília
Recurso apresentado hoje (9) pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), e assinado por mais oito senadores, fará com que seja reexaminado pela Comissão de Assunto Econômicos (CAE) o projeto de lei que estabelece multa para empresas que pagam às mulheres salários menores do que aos homens pela mesma atividade .
Aprovado na última terça-feira (6), em caráter terminativo na Comissão de Direitos Humanos (CDH), o projeto seguiria para sanção da presidente Dilma Rousseff se não fosse apresentado o requerimento. Segundo a assessoria do senador Romero Jucá, a proposta precisa ser melhor examinada para que fique claro no texto as hipóteses de discriminação à mulher. Na CAE, a matéria poderá ser objeto de novas emendas para mudar o texto aprovado na comissão.
O projeto foi relatado na CDH pelo presidente do colegiado, senador Paulo Paim (PT-RS), e na Comissão de Assuntos Sociais, pelo senador Waldemir Moka (PMDB-MS). Nas duas comissões o parecer foi pela aprovação integral do projeto. A votação na CDH foi unânime pela aprovação e comemorada pelas senadoras presentes.
Paim defendeu o projeto, de autoria do deputado Marçal Filho (PMDB-MS), argumentando que a multa não é exorbitante nem exagerada, mas que deverá ter efeito para inibir a discriminação.

Mulheres, cerveja e futebol




Mulheres, cerveja e futebol

Mulheres, cerveja e futebol
Trindade do prazer masculino.

Mulheres, cerveja e futebol
Trindade de criação de mercado
Que explora a liberdade sexual e social das mulheres.

Octávio Guerra
J.Nunez










A INDÚSTRIA DE CERVEJA DESEJA FORMAR UM PÚBLICO DE MULHERES BÊBADAS!

Mulheres poderosas e mulheres exploradas pelo indústria do sexo e da conotação sexual em tudo.




Mulheres Contemporâneas

Mulheres poderosas
Mulheres descartadas pelas mídias e suas exploração sexual
Mulheres competitivas no mercado de trabalho
Mulheres mercado e criação de mercado consumidor
Mulher público de futebol e produto do futebol
Mulher vitima de seu tempo
Consumidora de bebida alcoólica
Mulheres de liberdades sociais e sexuais
Mulheres exploradas pela sexualidade
E a conotação sexual.

Salomão Alcantra
J.Nunez

quarta-feira, 7 de março de 2012

O MANIFESTO IMPARCIALISTA - CONVITE AOS POETAS PARA A CRIAÇÃO DO MOVIMENTO IMPARCIALISTA ( NÃO FICCIONAL)



Convido ao poetas Brasileiros para a criação do Movimento Literário Imparcialismo (não ficcional)

Poeta,  leia o manifesto imparcialista, 
e se for capaz,  se declare um Imparcialista.

A nossa missão é a leitura da sociedade e do homem contemporâneo, é revelar o homem a si mesmo.


O Manifesto Imparcialista

1) Não cantaremos os amores que são apenas sentidos e vividos; Eros será antes analisado, observado, destrinchado, e se restar algo, podemos até chamar de amor.
2) Nosso culto não é ao amor, mas a dignidade e a honra.
3) Não pertencemos a nem um tipo de classe social, não tomamos partidos em uma luta, somos o olhar imparcial sobre a sociedade e sobre nós mesmos, somos a observação  imparcial que não poupa a si mesmo.
4) Não pertencemos a nem um lugar, não temos pátria no sentido abstrato da palavra, estamos abertos a todas as culturas do mundo. 
5) Não temos religião nem verdades absolutas somos guiados pela intuição e a coerência, e estamos em construção.
6) Não vivenciamos tudo que observamos, de quase tudo somos apenas observadores.
7) Não tomamos partido em nada, somos imparciais e o julgamento fica por conta do leitor. Vivemos um tempo perigoso em que a sociedade do prazer é capaz de justificar e dignificar com conceitualização qualquer degeneração, qualquer degradação em nome do prazer e da aceitação da sociedade, mesmo que para isso temos que destruir, reescrever todas as leis, todos os conhecimentos, toda a tradição cultural e tudo que está estabelecido. Tudo em nome da inclusão, do prazer e da aceitabilidade. Seria mais digno ver em nós a realidade interior.
8) Podemos incorrer na imparcialidade parcial pelo fato de tanto dizer. 
9) podemos incorrer na hipocrisia da hipocrisia ao explorar um fato ou um tema.
10) Não espere de nós pequenas virtudes e pequenos pecados cristãos, somos sobreviventes, e não nos damos ao luxo de pouca moral e pouca virtude. Nossa maior virtude é a franqueza com nós mesmos. 
11)Nossa estética é a medida certa é a coerência na expressão, é a função construtiva da palavra, é a palavra exata, porque qualquer exagero pode levar ao parcialismo, seja para o bem seja para ou mal de um fato ou uma causa.
12) O número impar será o símbolo do imparcialismo, porque o número impar sobra na divisão em duas partes iguais, este que sobra é o observador imparcial é o poeta imparcialista.
13) Se o imparcialismo não for justiça, será ao menos uma maneira imparcial, um olhar de fora. O imparcialista é o excluído que não pertence a nem uma das partes iguais, este que sobra será o poeta imparcialista.
14) Somos pensadores livres, não afirmamos verdades, apenas transmitimos conhecimentos, porque tudo que não é vivido é apenas uma idéia das coisas.
15) Não temos a pretensão de civilizar e salvar ninguém; em nome da salvação e do ato de civilizar esconde o lucro e extermínio se culturas inteiras.
16) Em nem um tema, em nem um fato há identificação por parte do poeta, tudo é fruto de seu olhar observador. Vamos  na contramão da sociedade quando nos excluímos, essa é a sociedade da inclusão. Em nós a exclusão toma uma cotação positiva porque ela nos torna um olhar que observa, e para observar é preciso estar de fora. 
17) Nosso imparcialismo é fruto da era da informação, da era do conhecimento da democracia da informação onde todos têm acessos a todas as áreas do conhecimento, portanto se é livre para escolher em que acreditar.
18) A crítica fica por conta da realidade expressa.
19) O nosso posicionamento fica subentendido na justiça e na imparcialidade que relevam pontos positivos e que por vocação por justiça pende para um dos lados.
20) Não temos o menor rigor na opinião; podemos voltar atrás no que foi dito, podemos consertar, o que antes foi declarado, afinal estamos nós construído e somos esboços de nós mesmos.    
21) Nossa literatura é responsável; não fazemos ficção com a realidade, nem estamos sujeitos a indústria da informação.
22) auto-exclusão, esse é o meio imparcialista de vivenciar e observar a contemporaneidade, é o nosso ponto estratégico. Não perdoamos visões planas da vida, para nos a visão deve ser daqui para lá, de lá para cá, de cima para baixo, de baixo para cima e por todos os ângulos possíveis, 
23) acreditamos na imparcialidade dentro da coerência e da sensatez; não somos intransigentes e muito menos inocentes, sabemos que ninguém mata o próprio filho de fome para sustentar o filho do outro.
24) o SIMBOLO imparcialista, entre outras coisas, é uma leitura de nossa conduta imparcial e de nossa auto-exclusão. (Leia a análise do Símbolo Imparcialista)
25) nosso objetivo não é ser guia de homens, até mesmo porque não temos essa capacidade, nosso objetivo é revelar o homem a si mesmo, e esse fato faz do imparcialismo arte objetiva.
26) somos imparcialistas quando observamos a nós mesmos, o outro e a sociedade, porém não diga que estamos em cima do muro, o que fazemos quando revelamos o homem a si mesmo sem tomar partido; estamos deixando a responsabilidade e as atitudes de mudanças que cabe a mim mesmo, a sociedade e ao homem, por isso não mediremos esforços para que você se envergonhe de si mesmo.
27) se alguém aponta em seu rosto uma sujeira; cabe a você a atitude de lavar o rosto
e não ao outro que apontou, somos o que ponta a sujeira. Quando olhar para nós imparcialistas, lembre que somos olhos que te observa.
28) quem for capaz de cumprir esse MANIFESTO, que seja um IMPARCIALISTA.

Escrito por J.Nunez
 





Entre em contato com José Nunes Pereira

Sociedade contemporânea: a formação do informa...


As deformações contemporânea

O conceito de beleza contemporâneo
É a deformação estética
Pelo eterno descontentamento
Do corpo físico sem espiritualidade
E farto de vivencia em mundo de matéria e virtualidade.

A busca da perfeição corpórea resulta em deformação;
Do mesmo modo que o Hipermodernismo deformou a vida,
A sociedade, o planeta e os homens.

A estética contemporânea
É criada do belo que é monstruoso
E pelo sexo que sinto ser, e não pelo sexo que tenho...

A deformação na arte é a própria arte contemporânea,
A deformação da sociedade é a sociedade contemporânea,
A deformação do ser humano é a formatação do homem contemporâneo
A falta de estrutura e forma é a estrutura
A destruição e a deformação é o que chamamos  
De construção de uma nova sociedade
O informe é a deformação do que pensamos que é a formação do novo.

A sociedade hipermoderna come a si mesma,
Se alimenta de si mesma, se deforma
E se desconstrói enquanto vive a ilusão
De construção e formatação de um novo tempo.

Salomão Alcantra
J.Nunez

terça-feira, 6 de março de 2012

Angela Merkel e Dilma Rousseff, mulheres poderosas...imagem histórica e o novo contexto histórico.




Angela Merkel e Dilma Rousseff
Em coletiva ontem em Hannover.
Essa é uma imagem histórica!
Revela e documenta o novo contexto histórico
Em que a mulher está no poder,
Em que as mulheres são livres socialmente, economicamente
E desfrutam das liberdades na sociedade contemporânea.
Esse é o novo contexto para a arte e a literatura contemporânea
Esse é o novo contexto para a poesia Imparcialista.

J.Nunez


Angela Merkel e Dilma Rousseff discutem a crise mundial


A chanceler (premiê) alemã, Angela Merkel, rebateu nesta segunda-feira as críticas feitas nos últimos dias pela presidente Dilma Rousseff, sobre uma suposta manipulação cambial promovida pelos países da zona do euro, chamada pela líder brasileira de "tsunami financeiro".


Merkel respondeu a presidente brasileira durante a cerimônia de abertura da CeBIT, feira anual de tecnologia realizada em Hannover, onde Dilma também discursou.


Na semana passada, Dilma havia chamado a decisão do BCE de elevar em 530 bilhões de euros os empréstimos a juros baixos aos bancos da região de "tsunami financeiro". A presidente disse que a ação desvalorizaria o euro e aumentaria o fluxo de divisas para os países emergentes, tendo como consequência a valorização de moedas como o real. O real forte é uma das principais preocupações do governo e do empresariado, por diminuir a competitividade das exportações brasileiras.


Em um discurso na CeBIT, que neste ano tem o Brasil como país-parceiro, Merkel afirmou que "Dilma manifestou sua preocupação com o tsunami de liquidez" e observou que é preciso "olhar para medidas protecionistas unilaterais".


O Brasil vem sendo criticado pela adoção de supostas medidas protecionistas, como o recente aumento de impostos de carros importados, além de outras ações para combater os efeitos negativos da valorização excessiva do real.


Merkel, que discursou logo após a presidente brasileira, disse que teria a oportunidade de conversar com Dilma sobre a questão no encontro que elas teriam ainda na noite desta segunda-feira, logo após um jantar na abertura da CeBIT.


"Acho que a confiança é o caminho que devemos trilhar para sairmos da crise", afirmou a premiê alemã. "Nós alemães estamos conscientes de que temos que olhar para além das nossas fronteiras", disse.


Inclusão digital


Apesar de ter voltado a manifestar suas críticas às políticas adotadas pela Europa no combate à crise em uma entrevista à imprensa brasileira no início da tarde desta segunda-feira, Dilma evitou o tema em seu discurso na abertura da CeBIT e dedicou sua fala a abordar o avanço do setor de tecnologia do Brasil e às oportunidades criadas pela parceria estratégica entre o Brasil e a Alemanha.


Segundo a presidente brasileira, seu governo vê a inclusão digital como um instrumento de combate à exclusão social.


Para Dilma, as novas tecnologias de informação oferecem possibilidades de acesso ao conhecimento e por isso "não podem ser benefício de poucos". "A exclusão digital acentua a exclusão social e acirra ainda mais as desigualdades já existentes", afirmou.


"Por isso, em simultâneo às políticas de combate à pobreza e à desigualdade social, o Brasil fez uma opção clara nos últimos anos por universalizar o acesso a essas tecnologias e estimular seu desenvolvimento no país", afirmou Dilma.


A presidente brasileira elencou em seu discurso questões como a estabilidade financeira, a economia em expansão e o processo de ampliação da classe média como possíveis atrativos a investimentos no setor de tecnologia no Brasil.


O governo brasileiro vê a participação de destaque na CeBIT deste ano como uma oportunidade de propagar a imagem do Brasil como um importante mercado produtor e consumidor de tecnologia.


Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o Brasil é hoje o sexto maior mercado de tecnologia e comunicações do mundo, mas ainda tem exportações tímidas no setor, já que a maior parte da produção no país atende ao consumo interno.

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA