Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 13 de agosto de 2011

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL 7 DE SETEMBRO.

Encenação de Independência

Independência do Brasil,    
Feita de encenações heróicas no quadro de Pedro  Américo, 
Feita com homens sobre cavalos majestosos, 
Feita de gritos de guerreiros valentes,    
Feita de honras e palavras de homens de  ideologias e causas nobres, 
Essa é a história dos livros didáticos sobre a Independência.

Independência do Brasil 
Feita por homens esfarrapados sobre mulas, 
Feita de contradições e mentiras, 
Feita encenações de gestos de bravuras,  
Feita de palavras que Não existiram,                                                                                                            
De degradações, de  imoralidades  e estupidez D. Pedro I 
Independência comprada de Portugal        
Essa é a outra independência do Brasil      
A que não foi contada nos livros escolares,                 
Por isso acredito que essa seja a verdadeira  Independência do Brasil.
   
Independência para a elite brasileira daquele tempo,   
Independência para um povo que não assumiu sua nacionalidade, 
Independência do país para um povo escravo em seu próprio país,     
Que era obrigado esconder sua cultura afro-brasileira,                                                       
Para o negro com um pé e o coração na  áfrica.                                                               
Para o índio com seu naturalismo, com sua sábia cultura de subsistência.   
Para o povo que a independência não tinha sentido nenhum....       
E não sabiam o que era ser Brasileiro, e ainda não sabem!

Octávio Guerra
J.Nunez


José Nunes Pereira, criador da poesia, do Movimento e dos poetas Imparcialistas.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

POETAS


J.Nunez, poeta imparcialista e seus quinze pseudônimos que formam o Movimento Literário Imparcialismo

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Meninas do arrastão, Copa do mundo e exclusão social

Meninas dão risada após serem liberadas pela Polícia Militar na rua Domingos de Morais, em SP Leia Mais

A exclusão social e a copa do mundo

                (cronopoema)
"Meninas furtam loja na região do metrô Paraíso."
Normal!...
Elas só estão imitando os moleques de rua,
Não poderia ser diferente.
Essa é a sociedade do possibilismo,
Da imitação, esqueceram!

É homem imitando mulher superficial
É mulher imitando homem libertino,
É menina imitando menino criminoso.

Quando é mesmo a Copa do Mundo!
Precisamos esconder essas meninas!
Precisamos pintar a favela;
Já que não dá para desapropriar todo mundo.

Precisamos esconder os sem teto,
Precisamos negociar com os bandidos
Para que eles dêem um tempo...
Precisamos mudar a cracolândia,

Precisamos fazer estádio,
Temos que fazer sacrifícios:
Talvez mexer na verba da merenda,
Um pouquinho na verba da educação,
Outro pouquinho na verba da saúde...

O estádio tem que sair!
Somos o país do carnaval,
Somos o país do futebol,
Somos o país da corrupção,
Somos o país do turismo sexual,
Somos o país que não se assume,
Somos o país dos colonizadores de si mesmos.

Somos o país que abre as portas
Para a mão de obra capacitada do estrangeiro;
Logo reabriremos essas portas novamente,
Somos o povo que será mais uma vez excluído,
Somos o país das exclusões e da mentalidade colonial.

Salomão Alcantra
J.Nunez

Garotas menores de idade tentam furtar taxista na rua Vergueiro, em São Paulo Leia Mais

Menores de idade são abordadas por PM após terem agredido proprietária de comércio Leia Mais

Menores de idade são abordadas por PM após terem agredido proprietária de comércio Leia Mais



Globalização, consumismo e crise mundial

American way of life

American way of life  (Estilo americano de vida)
Como os Estados Unidos vai sustentá-lo,
Como esse mundo vai sustentá-lo,
Como sustentar o luxo, o consumismo, o capitalismo,
A riqueza, o capricho, a soberba,
Como sustentar a modernidade e suas cidades fantásticas
Em um mundo globalizado e em crise,
Com ligações econômicas tão frágeis e perigosas,
Com bolsas de valores tão sensíveis e intocáveis,
Com uma paranóia de inter-relação e dependência,
Com esse aquecimento global,
Com essa pressão por todos os lados,
Com essa escassez de recurso,
Com essa catástrofe mundial iminente.

Octávio Guerra
J.Nunez

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Artigos Imparcialistas: Poesia, mensagem e imagem para o dia dos pais

Poesia, mensagem e imagem para o dia dos pais


Esse nosso herói de uma vida inteira

Pai possui esse olhar no momento,
Curte cada instante vivido com seus filhos
E cria tempo para seus momentos de pai presente.

Pai vive com esse olhar no passado 
E sente saudade de todos os instantes, 
Como daqueles momentos  
De seu filho aprendendo a andar, 
Descobrindo o mundo em cada coisa,
Aprendendo as primeiras palavras.

Pai sempre está com esse olhar no futuro 
Sonhando os sonhos de seus filhos,
  Revivendo seus próprios sonhos 
Em outra vida que ele precisa considerar...

Pai é esse guerreiro de todos os dias,
Esse nosso herói de uma vida inteira, 
Esse conselheiro e amigo de todos os momentos, 
Esse que possui  a força que nos aprova ou reprova, 
Esse com quem podemos contar sempre...
J.Nunez

Arte Pós-Moderna e sociedade Pós- Moderna


Arte Pós-Moderna
Se a literatura é criada a partir do contexto
No qual a arte está inserida,
A arte contemporânea passa a ser arte
A partir da observação da destruição da arte
E de seu contexto na pós-modernidade
Que é a destruição e a desconfiguração
De todos os valores humanos.
Partindo do contexto contemporâneo à destruição da arte
Se consolidou como arte,
Mesmo que isso pareça estúpido!
Octávio Guerra
J.Nunez

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Geração sem limites....

A breve e intensa vida de Dani
Aos 5 anos ela foi inserida na sociedade shopping center
Aos 12 anos ela experimentou sexo com meninos,
Aos 13 anos experimentou sexo com meninas,
Aos 14 anos fumou maconha e bebeu...
Aos 15 anos sua mãe a deixava em bailes e show de músicas
 Que chamam as mulheres de cadelas,
Aos 16 anos namorou um garoto que o pai consentia
Que dormisse com ela em casa,
Ainda aos 16 anos experimentou cocaína e bebeu veneno,
Aos 17 anos ficou grávida de um professor,
 Um padre, um doutor, sabe Deus de que é essa criança.
O que foi notícia no jornal é que o padre está sendo
Investigado pelo crime de pedofilia.
Agora depois do crime a garotinha nivelada com os adultos
É olhada como uma pobre criança,
Antes do crime ela era vista pela sociedade como alguém
Que está descobrindo o amor é a vida,
Alguém que e consumidora e mercado consumidor;
Agora descobriram que ela é uma criança que deve ser cuidada,
Agora seus pais são os “negligentes”,
Antes do crime se eles punissem a filha pelas suas inconseqüências
Seriam processados e presos.
Essa é a estúpida sociedade pós-moderna.
Agora aos 17 anos e meio ela toma um tiro na cabeça em uma boca de fumo.
Salomão Alcantra
J.Nunez

A educação e a sociedade pós-moderna

O nivelamento da gerações num futuro muito proximo
A geração nascida antes do imediatismo e dessa falta de altruísmo                                                 
A geração que foi educada com “palmadas pedagógicas”,                                                                  
E que sabiam que ser adulto era uma conquista,
A geração de crianças que não foi olhada como se fossem adultos
E pessoas já  formadas em todos os aspectos,
A geração educação tradicional,
A geração que se espelhava nos adultos,
 E ser adulto era uma meta a ser alcançada,
Essa geração não aceita esse nivelamento na sociedade contemporânea,
Porque são eles frutos de uma educação de hierarquias, respeitos, ordem,
Disciplinas, responsabilidades, trabalho, sacrifício....
Essa geração que foi criada com a educação tradicional
Não aceita esse nivelamento da sociedade contemporânea,
Não aceita e por esse motivo essa geração é uma afronta
 A esse sistema de nivelamento na sociedade pós-moderna,
Essa geração criada para consumir jogos eletrônicos celulares,  shopping Center,
Filmes e livros de ficção cientifica e fantasia que os distanciam
Ainda mais do engajamento na vida,
Essa geração que se considera superior a geração de seus pais e avós
Porque estão inseridos num mundo virtual,
Esse mundo de tecnologia arrancou deles o contato com a vida real,
E entre as muitas coisas que não sabem está conhecimento popular
Que é usado pela indústria farmacêutica  e  que antes eram rezas de minha avó,
Remédio do velho índio que ainda corre em nosso sangue.
Essa sociedade que desconhece os limites  e que se vê nivelada,
Em alguns até casos superiores aos adultos
Serão em um futuro muito próximo vitimas
Desse nivelamento na sociedade atual,
Porque serão incapazes de afrontar a geração mais nova; 
Eles que são dessa geração nivelada com adultos não sabem nada de ordem,
Hierarquias, limites, respeitos, valores, experiência de vida, ritual de vida,
Moral, ética, disciplinas, princípios, honra
E todos aos valores humanos que se perdeu
Com o nivelamento na sociedade do consumo,
Esse nivelamento não é somente econômico e cultural
E também de valores humanos....e isso é muito mais grave...
O interessante é ler e ouvir especialista dizendo que os educadores
Precisam se igualar a essa geração sem valores humanos
E com um celular na mão...
Essa geração que hoje se sente nivelada com os adultos
Será em um futuro próximo realmente nivelada com os adolescentes
E crianças desse futuro próximo, meus Deus!
 Salomão Alcantra
J.Nunez

domingo, 7 de agosto de 2011

Artigos Imparcialistas: Artigo: caso da morte da adolescente Flávia Lima, namorado do jogador Rafael Silva,

Artigos Imparcialistas: Artigo: caso da morte da adolescente Flávia Lima, namorado do jogador Rafael Silva,

Artigo: caso da morte da adolescente Flávia Lima, namorado do jogador Rafael Silva,

Sociedade indivíduos nivelados
No caso da morte da adolescente Flávia Lima
Namorado do jogador Rafael Silva,
Somos abrigados ouvir essa estupidez
“Os pais foram Negligentes!”
Essa sociedade ridícula não sabe,
Ainda não percebeu que tratamos crianças
E adolescentes iguais aos adultos,
Os adolescentes estão inseridos no mundo,
Do consumismo e da liberdade sexual do mesmo modo que os adultos,
Só quando acontece uma coisa horrível como essa
É que descobrimos que se trata de criança e adolescentes,
Como que um pai vai segurar um adolescente em casa
Se os pais não têm mais autoridade sobre seus filhos,
Os pais têm responsabilidade e obrigações
Porém a sua autoridade e direito de educar seu filho
Foi tirado pela sociedade de valores materialistas,
Pelas leis que tratam crianças e adolescentes
Semelhantes a adultos...
Essa é a sociedade que nivelou tudo
E ainda não sabe!

J.Nunez

Um garoto chamado bulling

Um garoto foi reclamar que estava
Sendo vítima de bulling em uma escola no interior paulista
E acabou vítima da própria reclamação de bulling;
Os alunos ficaram sabendo de sua reclamação
E o apelidaram de “Bulling”,
Estão só restou ao garoto reclamar que agora
Ele é vítima de bulling do bulling anterior...

Tem coisa que quando mais mexe mais fede,
E mais expõe, e o bulling é uma dessas coisas...
O bulling na escola deve ser punido e pronto!...

Muita conversa com crianças e adolescentes
Que ainda não podem entender os conceitos de bulling.
Muita conversa vulgariza o crime.
Os garotos de escola podem entender muito bem
O que é punição por algo que um adulto diz que é errado,
Infelizmente vivemos em uma sociedade que nivelou professores,
Pais, avós e crianças, são todos iguais...
Mesmo que uma criança nada saiba dos traumas, da destruição,
E da baixa estima que o bulling pode causar.
O bulling ocorre porque os adultos não possuem mais autoridade,
Nós adultos somos iguais as crianças e aos adolescentes
Mesmo que eles ainda vão aprender o que é a vida...

Salomão Alcantra
J.Nunez

Poesia de amor Imparcialista: sinapse de sentimentos e pensamentos

Supostamente eu te esqueci

Casualmente vou-te encontrar por ai,
Eventualmente eu penso em ti,
Eventualmente eu procuro por você,
De modo casual passo nas ruas
Que foram nossas nas madrugadas frias dos dias de maio.
Quase sem querer procuro os lugares
 Dos nossos beijos, os cantos escuros de nossas caricias ardente,
Os bares e as mesas de nossas conversas,
As palavras que foram ditas pela última vez.
Supostamente eu te esqueci,
Supostamente minha vida tomou outra direção,
Porém ficaram os atalhos que me levam aos dias
De amor louco, porém ficou o ladrão,
A válvula de escape que não me deixa enlouquecer...
Um pouco de saudade, um pouco do seu beijo,
Um carinho descabido, um pouco do que fomos nós,  
Está para sempre em mim, e dói como um fracasso.
Supostamente eu te esqueci,
Porém ficaram essas lembranças que procuro não valorizar muito,
No entanto, são elas que faz quem eu sou hoje
Feito de estranhas casualidades para te encontrar,
Feito de eventualidades suspeitas para reviver o amor na lembrança,
Feito de suposições para não confessar de uma vez por todo
Que você está no meu coração e na minha cabeça
Quando eu penso no amor que não pude viver.
Se acaso esse amor tivesse dado certo não estava mais em mim
 Machucando como um caso mal resolvido,
E um fracasso que rumino eventualmente...
Essa é a única verdade que sou capaz confessar.

Darci Costa
J.Nunez



AMBIENTALISMO, SOCIEDADE DO CONSUMO, IMEDIATISMO, ALTRUÍSMO DESTRUIÇÃO DO HOMEM, DO PLANETA E DA SOCIEDADE

A destruição do planeta, da sociedade e do homem


A sociedade do consumo,
Do não altruísmo, imediatismo,
Do prazer e do entretenimento,
Precisa aprender a lição do modo mais difícil;
Com a destruição de si mesma.

A essa sociedade das teorizações de tudo
Para dignificar e embelezar suas sujeiras sexuais,
Morais, ética, religiosas, sociais;
Ainda não foi capaz da teorização de si mesma.

Essa sociedade autodestrutiva
Não sabe que ordem, limpeza, beleza, ética, moral, dignidade,
Amor, virtudes valores, pureza não se acumulam
Feito sujeiras e poeiras de velhos casarões,
Tudo exige tempo, sacrifício, trabalho, vigilância, continuidade...

O que se acumula é a desordem, a sujeira, a degeneração, a estupidez,
A destruição, as ruínas.
Acumulamos as destruições do planeta, da sociedade
E da essência do homem, porque esquecemos que a destruição acumula
E a construção e a preservação exigem altruísmo e valores intocáveis.
Há! Sociedade Pós-Moderna..... A vida é altruísmo,
Continuidade, tempo, trabalho valores...

Albano Morais
J.Nunez

Sociedade do prazer e do entretenimento: A destruição do que um dia reconhecemos por homens e mulheres

Homens destruídos pela sociedade do consumismo
Esse é o homem pós-moderno,
De sexualidade confusa,
De personalidade desestruturada,
De dignidade, essência, ética,
Moral, valores e virtudes destruídas...
Essa é a sociedade do prazer e do espetáculo.

Essa é a destruição do homem
Que conhecemos até a modernidade,
Agora temos metrossexuais,
Fortões que se beijão,
Homens entregues e submissos socialmente
Ao poder socioeconômico das mulheres.

Homem para ser o produto e o mercado
Para atender o mercado consumidor
De homens de sexualidade duvidosa.

Homem produto consumido,
Por mulheres livres sexualmente e economicamente,
Garoto de programa para o deleite de senhoras ricas,
Homem capa de revista, homem produto
Para o publico gay,
Homens para todos públicos,
Homem produto na vitrine.

Homem com silicone no bumbum, homem mais asseados,
Mais embelezado que as bonecas da vitrine,
Mais depilado, mais enfeitado, mais perfumado,
Mais encremado, (com muito creme)
De cabelos, sobrancelhas, unhas
Mais bem tratada que das mulheres mais bem tratada.
Meu Deus! quem vai fazer o trabalho sujo!

Homem!
Não sabemos mais o que é ser homem e o que é ser mulher.
As mulheres imitam as degenerações os homens,
E os homens imitam as superficialidades das mulheres...
Não temos mais alma de homens e mulheres,
Somos agora hermafroditas na personalidade.

Salomão Alcantra
J.Nunez

Homens confusos: Troca de carícias antes da luta Jerome le Banner e Mike Bernardo




Homens destruídos pelo consumismo

Esse é o homem pós-moderno,
De sexualidade confusa,
De personalidade desestruturada,
De dignidade, essência, ética,
Moral, valores e virtudes destruídas...
Essa é a sociedade do prazer e do espetáculo.

Essa é a destruição do homem
Que conhecemos até a modernidade,
Agora temos metrossexuais,
Fortões que se beijão,
Homens entregues e submissos socialmente
Ao poder socioeconômico das mulheres.

Homem para ser o produto e o mercado
Para atender o mercado consumidor
De homens de sexualidade duvidosa.

Homem produto consumido,
Por mulheres livres sexualmente e economicamente,
Garoto de programa para o deleite de senhoras ricas,
Homem capa de revista, homem produto
Para o público gay,
Homens para todos públicos,
Homem produto na vitrine.

Homem com silicone no bumbum, homem mais asseados,
Mais embelezado que as bonecas da vitrine,
Mais depilado, mais enfeitado, mais perfumado,
Mais encremado, (com muito creme)
De cabelos, sobrancelhas, unhas
Mais bem tratada que das mulheres mais bem tratada.
Meu Deus! quem vai fazer o trabalho sujo!

Homem!
Não sabemos mais o que é ser homem e o que é ser mulher.
As mulheres imitam as degenerações os homens,
E os homens imitam as superficialidades das mulheres...
Não temos mais alma de homens e mulheres,
Somos agora hermafroditas na personalidade.

Salomão Alcantra
J.Nunez

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA