Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 23 de abril de 2011

Poesia e fotografia: Fotopoética...

Artigos Imparcialistas: Sustentabilidade e cultura indígena...

Artigos Imparcialistas: Sustentabilidade e cultura indígena...: "O índio catequizador.... O velho índio com sua visão holística Veio da floresta para nos ensinar a viver no mundo... O velho índio ve..."

Sustentabilidade e cultura indígena...

O índio catequizador....


O velho índio com sua visão holística

Veio da floresta para nos ensinar a viver no mundo...

O velho índio veio ensinar sua cultura...

O velho pajé veio fazer benzedura,

Curar as doenças do homem civilizado.

O velho índio veio catequizar o homem branco,

Veio pregar sua verdade infalível...

Veio dizer que estávamos errados...

O velho índio veio ensinar rituais a esse homem imediatista,

O velho índio veio ensinar política,

O velho índio veio ensinar remédios,

O índio veio nos ensinar a viver com apenas o necessário...

O velho índio veio dizer ao homem branco

Que os espíritos da natureza é Deus...

O velho índio veio nos ensinar o que é respeito.

O velho índio trouxe seu cachimbo e ateia à fumaça

Da erva que exorciza todos os males contemporâneos,

Sopra a fumaça de sua erva

Sobre tudo que foi contaminado pelo modernismo...

Octávio Guerra

J.Nunez

Exclusão Social: O desumano....



DEIXO AS PALAVRAS PARA OUTROS MOMENTOS...
NESSE INSTANTE NÃO QUERO DIZER NADA....

sexta-feira, 22 de abril de 2011

A inversão de valores na poesia imparcialista...

Por todos esses anos eu pensei que era amor...

Por muitos anos eu pensei que era amor,
Por muitos anos eu sonhei com seus beijos,
E senti o seu perfume toda fez que pensava em você,
Dispensei até outros amores, e vive muitos casos de uma noite...
Não foram poucos os momentos de solidão e as noites que chorei.
Por todos esses anos eu pensei que era amor,
Até que te vi pela ultima vez, o tempo foi tão mal contigo,
Estão o amor que vivia nas lembranças dissolveu no olhar...
O tempo passou; eu havia esqueci-me de atualizá-la nas lembranças...
Não havia mais aquela menina arrogante
Que usava meu desejo para satisfazer sua vaidade e auto-estima,
Ela não era mais aquela flor desabrochando;
Agora está murchando feito flor apanhada e colocada em vaso artificial.
Ainda assim ela me olhou com o mesmo desprezo de sempre...
Agora meu amor é uma sensação de estar vingado...
O tempo foi muito cruel, te fez tanto mal...
Destruiu a flor de menina que um dia você foi,
Mas não desmanchou o seu orgulho e sua ilusão de ser...
Meu coração descansa em paz
Sem aquele amor que nunca existiu sem forma de desejo...
Se você não causa mais desejo; então o meu amor não existe mais...
O mesmo desejo ainda existe por uma menina que não é você.

Abdias de Carvalho

J.Nunez

Abdias de Carvalho é um dos pseudônimos de J.Nunez esse é o poeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva, da baixeza moral, da atrofia, da revolta calada, do silêncio dos excluídos, da ruminação furiosa e secreta, da repugnação, da repetição angustiante, da falta de oportunidades, da linguagem repugnante, esse poeta representa o abandono, o deixar se onde está. Neste poeta não há incertezas, e sim eterna imobilidade.




quarta-feira, 20 de abril de 2011

Tema: Literatura para o novo contexto...



Foto Sarau ELAM - J.Nunez O imparcialismo: Literatura para o novo contexto

Bulling e preconceitos na sociedade do prazer...

Uma sociedade sem limites excessivamente competitiva,

Formada para o consumo, ou para exclusivismo, ou para individualismos,

Formada para os prazeres materialistas, para os possibilismos,

Formada para os prazeres nos cinco sentidos, formadas para serem mercados consumidores

Com importância muito abaixo dos produtos produzidos e consumidos por essa sociedade...

Nessa sociedade em que a vivencia perdeu seu espaço, em que o conhecimento

Adquirido pela tradição oral, o conhecimento que representa o homem, ou dá ao homem

Um caminho de volta a suas raízes ou as raízes do conhecimento humano onde não

Ouve a adulteração e violação praticadas pelo capitalismo que colocou tudo em frascos e a

Venda... Essa sociedade ninfomaníaca, viciada em prazeres esta destruindo seus adolescentes

Com drogas e bebidas, essa sociedade do prazer é irresponsável a ponto de abandonar seus

Jovens aos vícios e justificando com aquele discurso de profissional de visão plana: Os

jovens e as crianças têm seus direitos.

Os jovens durante toda a história da humanidade, e como qualquer outro animal, sempre

Passou e passará por um processo de formação, se estão passando por um processo de

Formação, logo os adolescentes são indivíduos que não são formadas,

Logo podemos supor que eles precisam ser orientadas, podadas, auxiliadas,

Estendidas, punidas e ensinadas.... Não podemos comparar um garoto virgem de apenas

Quatorze anos com um homem de trinta e poucos anos...seus comportamentos e suas

Condições diante a vida são totalmente diferentes...

Estão porque insistimos em romper com as hierarquias, os limites, o respeito, as vivencias,

Os rituais, os valores, porque igualamos os adolescentes e as crianças com um adulto?

Esse pensamento surgiu a partir do momento em que o ser humano deixou de ser o foco

E se tornou menos que os produtos industrializados que ele consome. Os produtos e os

Mercados de consumo é a alma do capitalismo, da industrialização e do consumismo.

Criamos uma geração que pertence totalmente a sociedade do consumo, e não conseguem

Ver o mundo de outro modo já que estão inteiramente dentro desse mundo....

Não podemos esperar que uma geração que foi gerada a partir das idéias de

Competitividade absurda, capitalismo, mercados e produtos, prazeres e felicidade de

Consumir possa entender o que é respeito pelo próximo, o que é condição humana, o que é

Respeito pelo próximo e sua condição física, social e econômica...Uma geração progressão

Continuada, que não possui disciplina, responsabilidade, respeito pela hierarquia e pela

Ordem, não sabe nada dos valores da vivencia, da experiência e da sabedoria que a vida nos

Traz...como podemos esperar que uma criança com essa formação e dentro desse contexto que

Formamos não pratique o bulling, se o bulling representa todo esse processo de

Desintegração da sociedade, do ser humana e seu valores... Como é que essa geração não

Praticará essas exclusões se estamos vivendo um tempo de prazeres , individualismo,

Competitividade, materialismo, igualação, perda de todos os valores que tínhamos como

Certo ou errado, se não há certo ou errado então tudo é permitido e Deus é uma mentira...

Se não existe dualidade então nada existe....

A sociedade falou tanto de inclusão e tentou tanto incluir de maneira equivocada que

Acabou causando ainda mais exclusão, e expôs ainda mais os que antes se escondiam por

De traz de suas vidas mal resolvidas...

Essa busca pela inclusão, pela aceitação causou ainda mais preconceitos e violências contra

Aqueles que antes se escondiam atrás de sua sexualidade mal resolvida ou oposta.

O ser humano ainda é primitivo em sua essência, e com um agravante:

Sofre as influencias desse novo contexto; e isso é mais que o suficiente para esse homem

Primitivo não seja capaz de respeitar seus semelhantes....

Deixamos de ensinar o respeito à pessoa pela sua dignidade e condição humana e

Tentamos dar a todo mundo o desfrute na sociedade do prazer...Essa inclusão também é

Criação de mercados e possibilidades de produtos... O ser humano na sociedade do prazer

Não é o foco, quando na realidade ele deveria ser o único que possui uma verdadeira

Importância, o ser humano é olhado apenas como um individuo dentro da sociedade do

Prazer que passa a vida inteira buscando a felicidade nos produtos que consomem...

Um garoto que brinca na sala de aula com um celular não pode pertencer à outra sociedade

Que não seja a sociedade do prazer, com seus entretenimentos, sua superficialidade, seu

Materialismo, sua falta de altruísmo, sua falta de responsabilidade, seu possibilismo,

Sua falta de comprometimento, sua falta de disciplina sua falta de respeito pela hierarquia,

Seu imediatismo sua falta de estrutura, sua falta de limites, sua falta de consciência do que

É o bem comum e sua condição de mero mercado consumidor dentro do capitalismo...

Nessa sociedade altamente competitiva e materialista ao ponto de perdemos o contato

Com nossa condição humana, nessa sociedade o bulling é um causador de baixa-estima,

Exclusões e sentimento de inferioridade extremamente perigoso....Certamente o bulling

Seria menos destruidor em uma sociedade em que não há tanta cobrança sobre os

Indivíduos, talvez o bulling não fosse tão freqüente e tão intenso.

Estamos padronizando seres humanos...E aqueles que não se enquadram sofrem muito!

O ser humano não deve ser o foco como um individuo em busca do prazer dentro da sociedade

Do prazer; o ser humano tem que ser olhado pela sua condição de ser humano e com todos os

Seus labirintos interiores...

O olhar sobre o ser humano é superficial e só possui um foco, o seu prazer...

J.Nunez





terça-feira, 19 de abril de 2011

A poesia e a leitura do homem contemporâneo....na Literatura Imparcialista

Sem grandes pretensões...


Pode trazer contigo seus amores não esquecidos,

Pode ficar desde que você não espere

Muito mais que estou disposta a te dar.

Pode ficar mais não espere muito mais

Que minhas palavras que não acalentam ninguém,

Que meu beijo que esquenta por uma noite,

Que minha voz que diz indecência ao seu ouvido.

Quando amanhecer pode pedir para ficar,

Se quiser, prepare o café da manhã sem muitos sonhos

Sem grandes pretensões... sem ansiedade nem uma...

Pode ficar porque eu não gosto de solidão o tempo todo,

Mas também não gosto de prisão de maneira alguma...

Pode ficar com a leveza dos irresponsáveis...

Com a brandura dos sem muita paixão,

Com a serenidade dos seres que possuem alma de pássaro...

Pode ir quando der vontade, pode voltar quando sentir saudade...

Pode ficar se acaso estiver cansada de viver feito ave migratória,

Pode ficar se estiver cansada de sonhar e quebrar a cara...

Pode trazer sua música, seus quadros,

Seus pequenos segredos, seus conflitos, seus medos,

Seus defeitos e sua virtudes, pode vir para mim com tudo que você é,

Porém só não queira o que eu não posso dar.

Não nego o meu amor a você!...

Só não me pesa uma vida que eu não sei viver....

Certamente tenho muito amor para uma mulher desiludida...

Que se entrega sem grandes sonhos e pretensões...

Que apenas se entrega porque sabe que a vida é se entregar

E acalentar alguém que se dá sem querer muito...


Hermínio Vasconcelos

J.Nunez

A POESIA DO POETA IMPARCIALISTA HERMÍNIO VASCONCELOS E CARREGADA DE LEVEZAS E PRAZER DE VIVER  DE LIBERDADE O SEXO FÁCIL NA SOCIEDADE DO PRAZER...
O EU LÍRICO EM SUAS POESIA REVELAM UM INDIVIDUO VIVENDO COM TODA A SUTILIZA, LEVEZA DESSE TEMPO DE SEXO FÁCIL RESULTADO DO PODER SOCIAL E ECONÔMICOS DA MULHER. O POETA REPRESENTA O INDIVIDUO INSERIDO EM SEU TEMPO E BEM ADAPTADO A REALIDADE DE SEU TEMPO SEM GRANDES CONFLITOS...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Citações da literatura Imparcialista...



A SOCIEDADE DO PRAZER É UM ESTUDO DA LITERATURA IMPARCIALISTA PARA A FORMAÇÃO DO NOVO CONTEXTO A OBRA LITERÁRIA DO POETA J.Nunez
OS ARTIGOS IMPARCIALISTA É O ESTUDO PARA A FORMAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UM NOVO CONTEXTO PARA A ARTE CONTEMPORÂNEA....NA LITERATURA ESSE NOVO CONTEXTO FORMOU A LITERATURA IMPARCIALISTA QUE É A OBRA LITERÁRIA E O ESTUDO PARA A OBRA.

A LITERATURA IMPARCIALISTA PODE SER FONTE DE PESQUISA
CONTANTO QUE SEJA CITADA NOS TRABALHOS ACADÉMICOS....

A LITERATURA IMPARCIALISTA REPRESENTA A DEMOGRATIZAÇÃO DO CONHECIMENTO
E É UMA LITERATURA ADAPTADA PERFEITAMENTE AO SEU TEMPO...PORÉM ELA É DESENVOLVIDA POR UMA ÚNICA PESSOA, J.Nunez com seus quinze poetas imparcialistas...

J.Nunez

 
Tudo será revelado menos a leitura do Símbolo Imparcialista... 

A sociedade do prazer: um estudo da Literatura Imparcialista



A sociedade do prazer na literatura imparcialista é formada pelo consumismo,

Pelo capitalismo, pelos avanços tecnológicos, pela satisfação de todos os nossos

Desejos sem levar em consideração qualquer impedimento que possa existir,

Sejam eles morais, éticos, religiosos, espirituais, humanos...

Essa sociedade do prazer foi criada a partir na criação de mercado,

Da industrialização, dos avanços científicos e tecnológicos

E do capitalismo que faz de tudo um produto e um publico consumidor...

A sociedade do prazer é a sociedade imediatista e que possui a ilusão de não altruísmo...

Ilusão de não altruísmo sim!... Porque viver é um sacrifício em beneficio próprio e dos outros...

E não importa o quanto somos egoístas,

A verdade é que estamos no mundo e o mundo está em nós inevitavelmente...

A sociedade do prazer é extremamente sexualizada, individualista e egocêntrica,

A sociedade do prazer é materialista

E esta cada vez mais distante de sua alma e da visão holística da vida...

A sociedade do prazer foi criada para isso: o prazer de comprar,

O consumir, a diversão e fazer sexo sem compromisso....

A sociedade do prazer esta nas religiões que estão se adaptando para ficarem mais prazerosas

E divertida de, agora as religiões estão levando

O que antes era chamado de coisas do mundo

Para dentro de seus estabelecimentos... as religiões não praticam mais introspecção,

Agora praticam o samba, o rock, a funk, o forró etc

A religião se adaptou a sociedade imediatista sem altruísmo que faz a sociedade do prazer...

Há muito tempo as igrejas não vendem a salvação; elas agora vendem o prazer...

Na sociedade do prazer ...

J.Nunez

A SOCIEDADE DO PRAZER É UM ESTUDO DA LITERATURA IMPARCIALISTA PARA A FORMAÇÃO DO NOVO CONTEXTO A OBRA LITERÁRIA DO POETA J.Nunez
OS ARTIGOS IMPARCIALISTA É O ESTUDO PARA A FORMAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UM NOVO CONTEXTO PARA A ARTE CONTEMPORÂNEA....NA LITERATURA ESSE NOVO CONTEXTO FORMOU A LITERATURA IMPARCIALISTA QUE É A OBRA LITERÁRIA E O ESTUDO PARA A OBRA. A LITERATURA IMPARCIALISTA PODE SER FONTE DE PESQUISA
CONTANTO QUE SEJA CITADA NOS TRABALHOS ACADÉMICOS....
A LITERATURA IMPARCIALISTA REPRESENTA A DEMOGRATIZAÇÃO DO CONHECIMENTO
E É UMA LITERATURA ADAPTADA PERFEITAMENTE AO SEU TEMPO...PORÉM ELA É DESENVOLVIDA POR UMA ÚNICA PESSOA, J.Nunez com seus quinze poetas imparcialistas...

J.Nunez



 


domingo, 17 de abril de 2011

Artigos Imparcialistas: Vibradores elétricos

Artigos Imparcialistas: Vibradores elétricos: "Se te perguntarem qual o produto Que melhor representa o capitalismo, o consumismo E a sociedade imediatista e sem altruísmo, Pode respon..."

Vibradores elétricos

Se te perguntarem qual o produto

Que melhor representa o capitalismo, o consumismo

E a sociedade imediatista e sem altruísmo,

Pode responder sem medo:

_ Os vibradores elétricos.

Eles são o prazer do consumo e o prazer dos sentidos,

E o prazer do prazer...e nada é mais contemporâneo.

O prazer sem altruísmo, o prazer imediatista...

E ainda é o produto que substitui muito bem o homem...

E pode até tomar lugar desse homem metrossexual e chorão...

Ou já tomou!

A loja que melhor representa a sociedade contemporânea

É o sex shop, isso é obvio!...

Não é a Bombril com suas mil e uma utilidades...

Salomão Alcantra

J.Nunez

Sociedade pós-moderna ou sociedade ninfomaníaca



Ninguém me perguntou, mas acho o multiculturalismo uma grande bobagem,

Como é uma grande bobagem essa idéia exagerada de inclusão,

Não nos deixam em paz querem que todo mundo seja normal,

Segundo a idéia contemporânea do que seja um sujeito normal.

Ninguém mais pode ser incompletos e feliz por ser incompleto,

Obrigam-nos a ser bom em tudo, é a competitividade e o multifuncionalismo...

Eu queria ser o cara esquisito que escreve coisas esquisitas

E ser muito feliz por estar em paz comigo mesmo...mas não!...

Querem que eu seja sociável, amável, multiculturalista, competitivo e consumista,

Porque a sociedade contemporânea não me deixa em paz!...

Multiculturalismo é um tendência e um grande bobagem da arte e da cultura contemporânea,

A verdade é que o cristianismo e nem outra religião qualquer pode ser multiculturalista

Sem que elimine a si mesma, ou que se perca dentro de culturas mais atrativas e sexualizada...

E obvio que as religiões estão se adaptando ao sexualismo da sociedade do prazer

Para não perderem espaço...porém é obvio que essas culturas, religiões e costumes

Irão perder sua essência e sua estrutura, é por fim desaparecerão ou se deformarão de tal

Modo que se tornaram irreconhecíveis como é alguns ramos a igreja católica atualmente...

O Rock and roll que um dia foi música rebelde, música de engajamentos políticos

E sociais é hoje produto da sociedade do consumo,

E é cantado por garotos de família de classe média,

Família estrutura da maneira contemporânea de ser estrutura,

Garotos que encenam estilos e rebeldia que não existe; como faz qualquer garoto de classe

Media que tem uma vida confortável e um futuro certo

Independente desse nosso tempo de possibilismos ...

No capitalismo é assim mesmo, tudo se torna um produto...

Até mesmo a igreja e as idéias de Jesus Cristo se tornaram um produto...e como vende...

Essa sociedade do prazer tem um problema sério; tenta agradar a todo mundo

E se esquece de si mesma, por fim se autodestruirá tentando agradar a todos

E a si mesma...deixem eu ser o cara esquisito que mora ali naquele quarto

Que bebe e se conforma do amor que não teve com a prostituta

Que não cobra... Não que ela me ama,

Mas porque temos afinidade demais em alma suja para que cobre de mim...

Sociedade contemporânea, me deixem em paz e vá pro inferno!...

Eu não preciso de cura...minha alma é triste naturalmente...e é assim que eu posso

Ser útil a humanidade... Eu quero continuar olhando por essa janela desse quarto

De hotel vagabundo, e ser útil a humanidade com meu olhar aqui de fora dessa

Sociedade afogada nos prazeres do consumo e nos prazeres sexuais...

Essa sociedade contemporânea é degenerada sem que haja guerra que tira

Do ser humano a perspectiva de futuro; as sociedades em tempos de guerras

Buscaram refúgio e razão para viver, se afogando no sexo e desprezando à moral....

Para viver intensamente o prazer nos cinco sentidos, e dar algum razão a sua vida...

A sociedade contemporânea busca o prazer não porque perderam a razão de viver,

Seus motivos são outros: essa sociedade foi criada para consumir e

Perderam o contato com sua alma, com sigo mesmo, com o ritual,

Com o abstrato no homem, como prazer da alma,

Com a holística no homem e se viciou em materialismo

Em consumismo e prazeres que tem origem no ato de consumir, possuir e satisfazer- se

Com produtos que roubaram a importância do homem,

Essa sociedade consome pelo prazer de consumir, pelo prazer do prazer...

Essa sociedade busca intensamente a satisfação dos sentidos,

Especialmente o sentido sexual, somos exclusivamente sexuais...

Os vibradores elétricos é um exemplo do prazer pelo prazer...

Prazer de consumir com prazeres sexuais...perfeito...

Herminio Vasconcelos

J.Nunez



Modernistas, Pós-Modernistas e Literatura Imparcialista

Um novo contexto para a arte contemporânea...


Um cidadão negro chegou ao poder nos Estados Unidos,

E se tornou o primeiro presidente negro naquele país,

E se tornou o primeiro presidente a se eleger através da internet,

Essa mesma mídia derrubou outro presidente...

Essa é a Era da Informação, da democratização do conhecimento...

Do sincretismo, do multiculturalismo, da globalização...

Somos a sociedade do prazer, somos frutos das criações de mercado no capitalismo,

Somos os possibilitas que seguem possibilidade e esquecemos talentos e vocações...

Somos os da falsa sensação de não altruísmo , já que viver e morrer custa tão caro...

Somos os imediatistas, os que desconhecem rituais...

Somos os imediatistas, fruto da competitividade descabida, da felicidade materialista,

De facilidade enganosa que vemos na sociedade do consumo...

Somos as mulheres poderosas e emancipadas,

Somos homens desorientados em meio a tanto sexo fácil...

Proporcionado por uma pílula anticoncepcional e o poder socioeconômico da mulher,

Somos as vitimas da modernidade, somos os buscadores das verdades e dos equilíbrios,

Somos talvez as vítimas do aquecimento global...

Somos os herdeiros de todas as frouxidões morais...

Somos fruto de um tempo em que quase tudo está à venda

E tudo é um possível produto e um possível mercado consumidor....

Temos a genética e os avanços tecnológicos

Que não nos deixa em paz com a vida e com a morte...

Temos as mulheres mais lindas que nunca, mais livres que nunca,

E mais semelhantes aos homens que nunca,

Temos também os homens mais mulheres que nunca,

Os homens começaram podendo chorar;

Agora podem por silicone em qualquer lugar...

Somos a geração criada para o consumo e a superficialidade do materialismo,

Somos os questionadores de tudo, questionamos tudo, desvalorizamos tudo

E tudo está abaixo do prazer em nossos cinco sentidos...

Moldamos tudo, encaixamos tudo e prevalecem nossos desejos...

Depois da queda do muro de Berlim nos chamaram de pós-modernistas...

Agora somos as conseqüências dessas modernidades...

E a consciência de que temos que buscar

O equilíbrio, a sustentabilidade e os valores perdidos

Colocam-nos em outro ciclo de tempo...

E esse novo contexto automaticamente nos possibilita outra arte...

E novas leituras do homem contemporâneo...

J.Nunez


"Na economia, ele passeia pela ávida sociedade de consumo, agora na fase do consumo personalizado, que tenta a sedução do indivíduo isolado até arrebanhá-lo para sua moral hedonista – os valores calcados no prazer de usar bens e serviços. A fábrica, suja, feia, foi o templo moderno; o shopping, feérico em luzes e cores, é o altar pós-moderno. O pós-modernismo ameaça encarnar hoje estilos de vida e de filosofia nos quais viceja uma idéia tida como arqui-sinistra: o niilismo, o nada, o vazio, a ausência de valores e de sentido para a vida. Mortos Deus e os grandes ideais do passado, o homem moderno valorizou a Arte, a História, o Desenvolvimento, a Consciência Social para se salvar. Dando adeus a essas ilusões, o homem pós-moderno já sabe que não existe Céu nem sentido para a História, e assim se entrega ao presente e ao prazer, ao consumo e ao individualismo. Sublinhamos até aqui palavras que são verdadeiras senhas para invocar o fantasma pós-moderno: chip, saturação, sedução, niilismo, simulacro, hiper-real, digital, desreferencialização, etc. Dificilmente elas serviriam para descrever o mundo de 30 ou 40 anos atrás, o mundo moderno, quando se falava em energia, máquina, produção, proletariado, revolução, sentido, autenticidade. Mas se a pós-modernidade significa mudanças com relação à modernidade, o fato é que não se pode dispensar o aço, a fábrica, o automóvel, a arquitetura funcional, a luz elétrica, conquistas associadas ao modernismo. Assim, no fundo, o pós-modernismo é um fantasma que passeia por castelos modernos [negrito nosso] (op. cit.)."

Jair Ferreira dos Santos






Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA