Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Deuses, ídolos e mitos Pós-Modernos

Deuses, ídolos  e mitos Pós-Modernos

 Os deuses, as alegorias, os ídolos e os mitos dos outros,
 E de outros tempos;
Os Deuses indianos, os espíritos indígenas, os orixás,
 É que são ignorâncias, estupidez de cultura inferior.
Temos nossos ídolos e mitos pós-modernos;
 Estamos tão devotados que não percebemos a ilusão e a idolatria...

As idolatrias é uma válvula de escape para a vida
Que é sempre muito mais que podemos viver...
A vida não é intensa e nem dinâmica como nos filmes,
Então gastamos nossas vidas em adorações aos ídolos.
.
Nossos ídolos pós-modernos são outros,
E são frutos da cultura industrializada e globalizada,
Da cultura de consumo de bens e produtos...
Nossos ídolos são criados pela sociedade do espetáculo,
Nossos ídolos pós-modernos não fazem milagres
E não nos dá nada mais que o entretenimento,
Que é o produto que eles vendem.

Nossos ídolos são frutos de aberrações sociais
Que só o capitalismo e a indústria do espetáculo podem criar:
Ídolos descartáveis  e tão bem pagos que chega a ser surreal,
Tão bem pagos que o valor do trabalho perde o sentido.
Nossos ídolos são no futuro velhos deprimidos.

Nossos ídolos são descartáveis como tudo na sociedade imediatista.
Nossos ídolos são adorados, nos guiam, inventam comportamentos,
E laçam moda que adotamos cegamente...
Nossos ídolos não prometem mais do que podem dar;
Nós é que pensamos que nossos ídolos são as nossas vidas
E que merecem nossa entrega de corpo e alma...

Os ídolos de minha juventude estão mortos,
São velhos abandonados, desconhecidos e deprimidos...
Meus ídolos têm muito historia para contar, mas ninguém quer ouvir,
A sociedade do espetáculo construiu outros ídolos descartáveis
Que estão no lugar dos ídolos de minha juventude...
Sociedade do prazer, do entretenimento e do espetáculo,
Velha fábrica de ídolos... Asilo, depósito e hospício de meus ídolos.

Acampamos nas portas de nossos ídolos,
Mandamos beijos desesperados falamos diante das câmeras de televisão
Que morremos e matamos por nossos ídolos,
Falamos que podemos deixar as pessoas de nossa vida real pelos nossos ídolos,
Defendemos nossos ídolos com a vida, e damos aos nossos ídolos
 O domínio do nosso coração, nossa vida e nossa mente...

Vivemos em função de nossos ídolos
Porque eles nos dão segurança e ilusão
De pertencermos a um grupo...
Ser aceito de algum modo
Está entre nossa necessidade básica.


Os ídolos dos outros pertence a um mundo espiritual
Dão a eles uma visão holística do universo
Nossos ídolos são de carne e osso
E nos dão os entretenimentos fugidios e prazeres imediatos...

Nunca atirei pedra, nunca dei soco e paulada pelos meus ídolos,
Nunca chorei feito tietes apaixonadas,
Nem acampei um mês e passei fome nas portas de meus ídolos.
Minha sanidade e realismo
Não me deixou ser adorador de ídolos pós-modernos...
No altar está meu ídolo que me promete o universo,
As dimensões e a imortalidade da alma.

Salomão Alcantra
J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA