Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

quarta-feira, 18 de maio de 2011

A nova forma de guerra dos sexos... “Dupla João Carreiro e Capataz é acusada de homofobia”




A nova forma de guerra dos sexos...
A sociedade do prazer...
Está destruindo todos os valores para
Construir um mundo onde o único valor
É a felicidade baseada no sexo gay ou não gay...

O único valor é a compra e a venda
E a criação de mercado e produtos...
Descobriremos que precisamos de outros valores
E que estamos sujeitos a leis ocultas e a leis biológicas
Quando tivermos totalmente destruídos
E desestruturados pela luxuria e o materialismo...

Estamos descobrimos que devemos reconstruir
Os valores da família, da sociedade e do cristianismo
Agora que a escola e a educação comprometem
E são uma ameaça para o futuro da sociedade,
Do ser humano e dos mercados de trabalhos...

Estamos errando de maneira absurda e inconseqüente
Quando tentamos fazer do sexo
Uma bandeira de liberdade e democracia...
O prazer pelo prazer é fruto de uma sociedade degenerada...
Que possui seus valores no prazer sexual
 E em outras formas de prazer que possa existir...
Estamos desestruturando a humanidade em nome de inclusões
Que levam em conta apenas o prazer e o mercado de consumo...

A guerra do sexo era entre homens e mulheres,
Agora existe o sexo gay e os simpatizantes nessa guerra
Essa é a nova forma de guerra dos sexos... Muito mais absurda...

Otávio Guerra

J.Nunez


Deu no Mix Brasil, ontem: “A militância LGBT não tem gostado nem um pouco da letra do sucesso sertanejo ‘Bruto, Rústico e Sistemático’, da dupla João Carreiro e Capataz.”

O assunto foi levantado ontem (2), pela ONG ABCDS*, de Santo André.

O trecho que vem incomodando a militância é, como todos aqui devem imaginar, o seguinte:

“Sistema que fui criado, ver dois homem abraçado, pra mim era confusão/Mulher com mulher beijando/Dois homens se acariciando, meu Deus que decepção/Mas nesse mundo moderno, não tem errado e nem certo, achar ruim é preconceito/Mas não fujo à minha essência, pra mim isso é indecência/Ninguém vai mudar meu jeito”.

Além do trecho acima, ainda haveria um trecho machista, que diz:

“Por me faltar o respeito, na muié eu dei um jeito, corretivo do meu modo/No quarto deixei trancada, quinze dia aprisionada, e com ela não me incomodo”.

Conversei com João Carreiro, que além de intérprete, é um dos compositores da música. O cantor preferiu não dar nenhuma declaração, pois já tratou sobre o assunto dois anos atrás, inclusive em uma entrevista ao blog, quando a música estava em evidência.

Na época, João Carreiro afirmou: “a música é só uma história, e o personagem principal é um sujeito antigo, caipira, como se fosse um avô nosso. A letra só reflete o pensamento do sujeito rústico dessa época, é só uma história, não é uma opinião minha.”

Em 2009, “Bruto, Rústico e Sistemático” foi trilha da novela “Paraíso”, da Rede Globo.




Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA