Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Poeta contemporâneo

Saturnino Queirós poeta do que é fundamental, poeta das horas extremas, da força e da persistência, poeta do essencial, do extremamente necessário e da luta. Sua linguagem sintetizada expressa a sua concentração no essencial, seu foco no que é primordial.
Ele é o reflexo da nova ordem mundial, de um tempo de escassez de recursos, de um tempo em que há uma luta individual e coletiva por um mundo melhor e uma necessidade de realização do extremamente básicos e essencial para nossas vidas. Esse poeta representa as virtudes essenciais do homem: coragem, fatalismo, força e honra.




Agora!

Não adia mais nada,
A vida é agora,
Agora é a hora do soco na mesa,
Agora é o momento do ponta pé na porta.


Agora é a hora de amar sem medida,
Hora de sofrer sem medos,
Agora é o momento do sacrifício
Hora de por tudo à prova...


Agora é a hora de ser honrado,
Hora de bater o martelo.
Agora é a hora de estender e dar a mão,
A hora da verdade,


A hora do grande salto,
Das cartas na mesa,
De tirar as cartas da manga,
O agora é a vida, ela passa e diz:_ Vem!


A morte chega e diz, vem comigo,
Não tomo partido nessa sociedade que adia o medo,
Não adiarei nada, nem mesmo a morte.


Saturnino Queiros


J.Nunez





Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA