Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

POESIA PARA O NOVO CONTEXTO OU POESIA IMPARCIALISTAS


Insônia 

Amanheceu através da vidraça, ainda olho para fora
Esperando o caos das ruas,

Para que eu possa dissolver-me na multidão, 
E ser toda esta gente
Embriagada de vida e cega de espírito.
Amanheceu através da vidraça
E a solidão; abutres que descarnam meu corpo,
Ainda não bateu suas asas negras.
O Sol já me arde nós olhos
E ver–me sempre me doeu na alma.
Pensar em você, Sonhar um futuro,
Deixar tudo para amanhã 
E dissolver-me na multidão,
São formas de esquecer de mim.
Eu firo na alma, mais que você e toda 
Esta minha vida de fracassos,
E esperar amanhecer o caos.
Amanheceu através da vidraça,
E o dia se fez lindo...como as moças nas janelas.
Assim os felizes viram este dia...
Tédio é coisa que se têm encravado na alma,
É coisa de gente complicada...
Que dá um sentido à vida.
A vida é por si só o sentido de si mesma,
Como uma pedras é uma pedras
E não necessita nada mais para ser uma pedra.
Meu caminho pela noite adentro,
Meu caminho pela vida afora,
São caminhos traçados na palma de minha mão,
Ou qualquer coisa assim abstrata e fora do tempo.
Uma maneira Zen de viver é viver assim...
Em paz com o conteúdo que se têm na alma...
Como uma pedra, como uma árvore.


Hermínio Vasconcelos 
J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA