Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Poesia de amor clássico e contemporâneo

É amor que adormece...


Eu que já amei tanto e tantas vezes

Não podia imaginar que ainda havia

Esse antigo amor em meu coração.

Eu que já amei e tanto e tantas vezes

Não podia imaginar que o meu amor por você

Ainda está aqui no meu peito

E ocupa um lugar no meu coração.

Esse amor que eu não sentia

Até a última vez que eu vi você,

Esse amor que eu não sabia que ainda estava aqui

Até que eu te vi pela última vez,

Esse amor é tão gostoso de sentir porque é daqueles amores

Que machuca com tanta delicadeza

Que se confunde com afagos na alma,

Esse é daquele amor que se contenta em amar

E ficar na lembrança, esse é daqueles amores

Que nos faz lembrar que estamos vivos,

Ou que vivemos um amor feito de sonho de vida feliz...

E por isso tão inocente e verdadeiro...

É tão gostoso sentir esse amor

E saber que ele ainda está aqui,

Todo amor inocente e verdadeiro são eterno no coração

Porque se alimentam de nossa eterna gratidão

De termo sido amados com tanta simplicidade...

Meu amor inocente e que renasce nas recordações

É amor que adormece e acorda com lembranças de dias felizes...

É amor que machuca com a saudade e o pesar

De ter sido apenas amor de sonhos inocentes...

José Nunes Pereira

J.Nunez

O POETA IMPARCIALISTA, O POETA DAS DORES CLÁSSICAS...

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA