Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Poemas para Gente Suja.

Estou em gestação neste mundo; útero comum a tudo que existe.
Nesta minha lenta formação me descubro, e encontro asas, e sou todo asas e cantos.

Tenho asas de águia, e pairo acima de tudo que é meramente material e humano.
Tenho asas de beija flor e canto de rouxinol nas manhãs ensolaradas de meu espírito.
Tenho asas negras de corvo, e sobrevôo a imundície humana
Atraído por meu faro aguçado para tudo que é podridão.
Assim são meus dias nos labirintos infernais de meu interior.
Tenho asas, sou da sua espécie, olho para tudo que é moral e permitido.
Sou da tua espécie, da espécie hipócrita...

                                                          24/01/2006

 Deselegante como um tropeço, vou pela vida ou pela rotina, que é a mesma coisa.
Gosto da palavra absurdo tanto quando gosto dos absurdos; absurdo e a palavra que mais generaliza as atitudes e as coisas, não é preciso outra palavra para que expressemos os excessos.
Tenho uma palavra em minhas atitudes e em minha mente, esta palavra é: hipocrisia,
Igual a vocês que são hipócritas..., desculpe a generalização, mas haverão de concordar comigo.
O que esconde o teu silêncio,
O que pensa e sente na superfície de teu coração e de tua mente; eternos paradoxos,
Se fosse permitido ser egoísta, o que você exigiria somente para você,
Você é exatamente como aparenta ser,
Você é fiel as tuas convicções,
Qual é o peso que carregas em teu sorriso,
Será que teu sorriso reflete estes dois paradoxos coração e mente,
O que você permite a você mesmo que seria um absurdo em outro sujeito,
Se você fosse um legislador e pudesse proibir algo,
O que proibiria? _ mas será que você mesmo não desobedeceria a tua própria lei,
Quando estivesse longe de todos os olhos humanos que não fossem cumprisse de teus delidos.
A passividade não é conivência?_ e ambas não são a hipocrisia?
Está na regra e nas convenções abstratas que inconscientemente temos em nossas mentes,
E que foram passadas de pais para filhos como a melhor maneira de suportar-nos.
Subconscientemente sabemos que nem todas as verdades
E nem todas as mentiras devem ser ditas, portanto de algum modo somos hipócritas.
Eu a hipocrisias em pessoa faço deste coração á granel, e desta mente absurda, material de pesquisa, e também sem sentimentalismo reduzo você e todas estás dores que me causa, e todos estes sentimentos fluitivos em material de pesquisa.
Olho o rebuliço de teus sentimentos e pensamentos e destroço a tua alma com a frieza e o agouro de um corvo na carne apodrecida.  
Numa insaciável sede de conhecer-me fiz de nós, e de nossos sentimentos coisas que se olha se desmancha com o propósito de estudar.
Parei num ponto estratégico, e te olho como se estudasse um animal primitivo, generalizei e estendi os teus acontecimentos abstratos a tudo que tem a tua forma e as tuas características.
Fora às linhas gerais; descobri em nós seres únicos quando si trata de virtudes.
Somos todos sólidos e espectrais, porém temos peculiaridades nos sentimentos nobres, que nos fazem únicos.


12/02/2006


OS POEMAS PARA GENTE SUJA É A SEMENTE DO IMPARCIALISMO

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA