Postagens

Mostrando postagens de Setembro 12, 2010

Retrato de homens iguais mim...

O que eu poderia chamar de meu primeiro amor,                

é hoje uma prostituta de esquina, e das mais baratas.
O que a vida faz com a nossa nobreza!?
Quanto a isso...,não tenho ressentimento sou quaisquer sentimentos, isso me serve apenas como exemplo, que a vida da volta imprevisíveis... e alem do mais..., também não me criei um santo...,na verdade não me vejo diferente de meu primeiro amor,
Também tenho me vendido de alguma forma, e bem baratinho!...

                                                        02/09/04

Basta mencionar a palavra "querer" que tudo fica sobre bases vulneráveis.
A base sólida de ser é ser sem culpa.
O segredo de ser é ser de dentro para fora.
O que é uma vida estruturada?
Se não uma base sólida, uma terra boa para que germine o espírito.
Somente o espírito tem bases sólidas e suspensas.
Amo esta minha voz sem corpo, esta minha existência sem forma...,
Não existe base mais sólida do que existir assim: voz sem corpo  

                           …

Entre outras coisas, falarei de amor....

Entre outras coisas, falarei de amor, apesar de não saber como falar de amor, apesar de não saber o que é amor.

Olho para dentro de mim, ou para dentro de qualquer ser humano, e vejo o amor, coisinha  minúsculo entre outros milhões de sentimentos conflitos e pensamentos que damos  a eles o nome de razão, e esta maldita razão, e estes malditos sentimentos com muitas direções, sufocam o pouquinho de dignidade e nobreza que temos, e nos deixam embaraçados por dentro e indignos por fora.Talvez outro dia qualquer falarei do amor sem este embaraço de sentimentos, neste dia o amor será um Sol sem nuvens escuras no meu peito.
Deixe como esta, e o amor assim me basta, me sacia os sentidos, e o resto do tempo que me resta, exerço minhas virtudes e guerreio com meus sentidos.
Deixe estas nuvens escuras passar para que brilhe o amor, ai então, não direi nada sobre o amor porque não encontrarei as palavras...sentirei o amor como sinto o vento...,
Eu o procuro além da margem de tudo que é humano, d…

Artigos imparcialistas, conceitos de imparcialidades

Conceito de imparcialidade


O imparcialismo é um movimento literário que nasceu do conceito matemático de par e impar. O conceito imparcialista vem da observação que se formarmos pares através dos números impares sempre sobrará um que não se associou, esse um que sobra é o imparcial, o imparcialista, o imparcialismo o obervador, a auto exclusão. Se pegarmos o número três por exemplo, e fazermos dele um par, sobrará um, esse um que sobra é o imparcial, o observador. O conceito de imparcialismo é uma observação de que na natureza há uma união entre duas forças que pode formar uma terceira, essa terceira força é imparcial a duas forças que a criou. O imparcialismo é a união entre o abstrato que são os pensamentos, as sensações e os sentimentos do poeta imparcialista e os acontecimentos da vida dentro desse novo contexto estudado pelo poeta imparcialista. Os artigos, os poetas, as poesias e tudo que se refere ao imparcialismo é fruto dessa observação e desse contexto observado que resulta …

PORQUE OS HOMEM MENTEM E AS MULHERES CHORAM?

Porque os homens mentem para as mulheres?

É óbvio, eles são racionais,
Sabem que a verdade não é para ser dita
Quando essas verdades vão contra seus objetivos.
Porque as mulheres são tão difíceis de compreender?
É óbvio, elas são sentimentais,
E os sentimentos não muito mais dinâmicas e muito mais  mutáveis que a razão.
A prova de que elas são sentimentais e, portanto
São mais difíceis de compreender que os homens,
É quando elas assistem a um filme romântico
Em que o galã faz uma gentileza para a mocinha
Ela olha para o marido e diz: _Você nunca fez isso por mim!
A resposta do marido será bem racional.
A vida não é um filme, querida...
No subconsciente esse marido sabe muito bem
Que ele seria capaz de fazer aquela gentileza
Se aquela gentileza levasse a atingir o seu objetivo, o sexo...
E a vida segue muito bem com os homens omitindo as verdades
E as mulheres acreditando nas mentiras que põem gosto na vida.
Nunca espere que um homem diga que percebeu
A moça linda que passou a sua fr…

As portas do mistério....

Manhã de julho, não sei se me levanto e preparo um cafezinho forte, ou um veneno fatal.
A felicidade era a ilusão de grandeza, seguida de desilusões e crise existências, tudo é crime, ainda tudo é crime...,e todo o crime me traz gosto pela vida.

Logo tudo são remorsos, depois crise e moralismo cristão e superficial, que aceda a vida, circulo vicioso que não para de girar, o que antes chamei de camaradagem agora chamo de covardia e conivência com os erros, e esta imparcialidade  que eu a tinha como minha maior virtude a denomino, covardia, servilismo, medo e frouxidão moral.
Sinto as contrações, estou preste a gerar um poema.
Feito um ladrão a procura de algo de valor na casa em que arrombou, farei vir tudo a chão, procuro a verdade, não quero a verdade dos outros, quero a minha própria verdade, não quero a verdade dos padres, das igrejas, dos guias da humanidade, ou a verdade das beatas, que não suportam nem a si mesmas.
Se me servisse a verdade de todo mundo, eu nãos sofreria tanto.…