Postagens

Mostrando postagens de Maio 30, 2010

J.Nunez criador da literatura imparcialista

J.Nuñez - José Nunes Pereira

Poeta formado em letras, escreve em vários sites, possui algumas poesia publicadas em livros, participou de alguns eventos culturais na cidade de Marilia onde reside e trabalha como professor, poeta e editor do Blog Cidade de Marília.
Na literatura, atualmente se dedica a escrever uma poesia que faça a leitura do homem contemporâneo, essa poesia é chamada de O Imparcialismo: Poesia Para o Novo Contexto.
Entre muitas características ressalto que O Imparcialismo é escrito por dezesseis poetas ou dezesseis  pseudônimos; para que assim torne possível criar um Movimento Literário e a diferenciação de suas mais variadas tendências e estilo literário, outras características marcantes nessas literatura é a Métrica Imparcialista, os temas, o vocabulário atualizado, o engajamento na construção da literatura que faça a leitura do homem moderno e o seu Cronopoema, que é o fazer literário tendo como base os acontecimentos do dia, a estética desse estilo é formada de po…

A vida é feita de amor e amizade.

O Patriarca

Não tenho rompantes de amor,
Meu amor é lento e forte feito boi de carro,
Não tenho amizades repentinas e volúveis,
Sou fiel como um guerreiros samurai.
Não me peça para ter ilusões ou sonhos,
Sou linear feito a flecha apontada para o alvo,
Sou linear feito a flecha,
E não importa se o meu caminho para o alvo seja curvo.
Minhas palavras não vão por ai ao sabor do vento,
Minhas palavras são pesadas, medidas e avaliadas.
Minhas palavras não são tagarelices tolas,
Minhas palavras têm o poder de matar e fazer viver.
Meu amor não é feito em uma noite de ilusões
Meu amor é sólido, certo e patriarcal.
Não sou daqueles companheiros de estrada
Que sente medo e retorna no caminho,
Meu código de amizade é muito simples:
Ou você está comigo ou não está comigo,
Se vier comigo é para o que der e vier.
Não tenho malabarismo na palavra
E nem a flexibilidade do homem de negócio
Eu sou de princípios e de verdades intocáveis.
Eu posso até perdoar uma infidelidade,
Mas eu sei que depois de uma traição
o amor e a am…

Poema para Gente Suja.

Sejam hipócritas, sejam falsos porque essa é a lei da sobrevivência.
Eu amo os homens de bem, os homens de religião, eu amo, sobretudo
As religiões, elas põem ordem no mundo,
Elas dizem o que os homens devem fazer e eles fazem,
E assim torna possível a vida,
E relativamente organizada.
Não poderia ter muitos de mim por ai,
Eu não posso ser uma unanimidade e nem a maioria,
O mundo ficaria insuportável...
Eu amo os homens de bem, eu amo ainda mais as sua virtudes ensaiadas,
De todas as sua virtudes a melhor delas é a hipocrisia,
Sim a hipocrisia, hora,
O que seria do mundo se não fosse os homens hipócritas,
São eles que conservam as coisas em seu devido lugar.
Se não fosse a hipocrisia o puteiro vinha parar a porta de homens de bem,
Homens que conserva a ética, a moral, os bons costumes,
As virtudes cristas, a família tradicional...
O que você pensa e sente é seu mundo interior,
Insondável aos olhos de outros homens de bem,
A mim você não engana, eu sei dos seus pensamentos mais íntimos,
Eu sei dos…

Uma Geração sem a Escola da Vida

A geração sem causa, sem rumo, sem idéais,
Sem perpectiva, a geração formada para consumir,
A geração do conhecimento subjetivo, do conhecimento e das práticas
Que são interessantissima... apenas a indústria
De jogos, de moda, de constumes superficiais,
Cultura de consumo, livro, música e cinema comercial,
A geração que não participa da sociedade,
A geração excluidas de suas reponsabilidade
Para com o futuro de nosso país,
Excluida pela educação e justiça que os protege
Tanto que os tornam individuos inrresponsáveis
Pela sua própria vida, pela sua própria contuda,
Essa é a geração dos individuos em formação,
Essa geração deveria ser considerada em formação
Também quando tratarmos de suas relações sexuais,
E de seus comportamentos sociais,
Essa é a geração em que o comportamento sexual, social
E o acesso a todo tipo de liberdades
Que antes só era permitido a indivuduos
Independentes finenceiramente, maduros socialmente
E individualmente, homens é mulheres com experiências de vida,
Com muitas decepções e f…

Simpatia: Como laçar um homem difícil

Certamente esse homem não sou eu,
Porque eu sou fácil, fácil...
Sou fruto da conquista de poder, da emancipação da mulher
E de suas permissões sexuais sem conquistas.
Mas se acaso você encontrar esse homem
Aqui vai um feitiço para que você prenda esse homem difícil
Porque certamente esse homem está em extinção.
Ingredientes:
1 caneta
1 pedaço de papel cor-de-rosa
1 calcinha que seja ou um sutiã que seja seu
1 vaso com flores de sua preferência.
(Gosto de flores de Amarílis)
Escreva o nome desse homem “difícil”
No papel cor-de-rosa e dobre em 4 partes.
Use esse papel preço na sua calcinha,
Ou em seu sutiã durante um dia inteiro.
Depois enterre o papel no vaso de flores.
Agora, se você pertence à sociedade do prazer,
Essa sociedade que leva o prazer
Acima dos conceitos de certo e errado,
Essa sociedade que não sabe aceitar a vida e nem a morte,
Estão não se de tanto trabalho, estou aqui!
Sou do sexo fácil e degenerado...
Na sociedade do prazer não existe homem difícil,
Somos muito fácil, fácil e entorpecidos…

Traição Virtual

Daquela suspeita que tenho e falta coragem para assumi-la
É que nascem esses vícios de cigarros, álcool, sexo solitário
E outras coisas assim degradantes e entorpecentes...
Ali da solidão de amigos, da solidão de amor
E dos sonhos não concretizados é que nasce essa baixa estima.
Os vícios estão conosco quando estamos sós,
Eles nos acompanham na solidão,
Interagimos com eles, afinal eles são tudo que temos,
O saciamos e continuamos insaciáveis,
Até que eles voltam outras vezes para nos acompanhar,
Depois os saciaremos e continuaremos insaciáveis...
Fica aquele sentimento de que não estamos no domínio,
Estão prometemos para eles e para nos moemos que é a última vez.
A última vez é semelhante ao amanhã que sempre haverá.
Os vícios nos dão o prazer que surgi da imaginação,
Da sensação física e solitária e do pensamento
É como se nós supríssemos de nós mesmos.
Contudo nos falta o outro:
Sua pele, sua carne, sua textura, seu olhar, seu tato,
Seu beijo, sua língua, sua voz, a pele quente e o sorriso doce..…

Entre as ilusões da Sociedade Moderna

Entre as ilusões da sociedade moderna está a crença de que a internet aproximou as pessoas, quando na verdade ela distanciou até mesmo os que residem sobre o mesmo teto, não pretendo ser hipócrita, negando os inúmeros pontos positivos que a internet possui. É verdade que o próprio Imparcialismo existe em função da era da informação, e só se tronou uma realidade por causa dessa mídia. Contudo sendo o Imparcialismo a leitura da sociedade moderna, tenho que dizer o quando a internet nos distanciou. O que ocorre é o fato de confundirmos a capacidade que essa mídia possui de nos levar a uma viagem (cosmopolitismo virtual) por muitas áreas do conhecimento, pelas culturas, pelos acontecimentos, pelos idiomas do mundo, pelos lugares do mundo e essa capacidade de aproximar (virtualmente) as pessoas dos lugares mais distantes da terra.
Estar próximo realmente das pessoas é ter com elas anos de convivência física e de alma, é ser tão íntima dessa pessoa que ela não precisa ser quem ela não é …

O Possibilismo

O capitalismo e o consumismo são os pais legítimos do Possibilismo:
Que são os olhos fixados no lucro, olhos cobiçosos dos homens de negocio,
Olhos gulosos que buscam os caminhos possíveis para a especulação e a exploração de lucros imediatos.
O que foi chamado de Modernismo, na verdade, e há muito tempo, é o Possibilismo,
Que nasceu no auge da ganância e nas explorações dos caminhos possíveis.
Tempos em que a vida não é orientada por vocações
Mas se vai por onde dá, e se faz o que tem para fazer.
A continuidade do Possibilismo é este contexto histórico em que vivemos,
Em que buscamos cada dia mais os meios possíveis de sobrevivência.
Tempo de células-tronco, biodivercidade, código genético, aquecimento global, colisão de mundos, detritos espaciais, engenharia genética, aborto, inseminação artificial, máfia verde, inclusão social, globalização, reciclagem, namoro virtual, sexo sem penetração, biocombustível, energia renovável, abdução, casamento gay. Aldeia global, multiculturalismo....
O Poss…

Um Novo Caminho para a Literatura

A poesia globalizada, o multiculturalismo e a imparcialidade nas obras literárias é um novo caminho que se abre para a literatura, os poetas que buscam a poesia que faça uma leitura do homem contemporâneo estão nesse caminho que se abriu com a Era da Informação.
O estudo do novo contexto é a base para a realização desse novo caminho para a literatura. O novo contexto para a literatura não é mais regionalista, e não se prende a uma cultura determinada, a nova poesia é globalizada, multiculturalista, imparcial, assim, apropriada para a nossa Era da informação. Os artistas contemporâneos, não importa que expressão artística utiliza, não podem esperar pelo fim do Modernismo Brasileiro ou mesmo mundial, porque esse é medido pelo avanço tecnológico, pelo progresso da sociedade industrializada e pelo capitalismo que não terá um fim, podemos observar sem esforço que o homem tomou um caminho sem volta rumo a sua autodestruição, Ela anda de mão dada com a destruição do planeta, e até se confun…

Uma Chance para Recomeçar

Sou rio que foi sujo pelo caminho
E se purificou correndo entre as pedras e as quedas,
E broto outra vez cristalino.
Saulo Menezes Castro

Não é o que os outros pensam que vai tirar
De você a chance de recomeçar,
De provar que você é capaz de vencer.
Deixei meu orgulho e minha vaidade de lado
Porque eu te amo demais para te perder assim.
Eu posso te perdoar porque já vivi o bastante
Para saber que somos feitos de ilusões.
Aprendi com meus erros,
Eu sofri meus fracassos,
Eu chorei noites de solidão.
Eu posso te perdoar,
Eu também já sofri arrependimentos
E o remorso me mastigou por dentro.
Compreendi que sou humano,
Que a vida se faz de vitórias e fracassos,
Que um dia não é uma vida, quando se quer vencer,
Quando se espera uma chance para recomeçar.
Não fui condenado à vida inteira por um erro,
Também não posso te condenar
A vida inteira por seu erro;
Quando sinto que você quer recomeçar,
E que aprendeu a lição
De que esse mundo é feito de ilusão.
Eu sei que o perdão vem da força do amor.

Francisco Medeiros
J.Nu…

Mulheres de Renoir

UMA MULHER REAL
Publicações querem modelos próximas da mulher "real"»É o fim das magérrimas? Leia mais no Yahoo! Entretenimento

Meu cronopoema de hoje é inspirado nessa reportagem maravilhosa.

MULHERES DE RENOIR

Eu a amei a primeira vista,
Não a maneira adolescente
E infantil de se amar a primeira vista,
Mas a maneira contemporânea e madura
De se amar a primeira vista.
Eu a amei porque ela é virgem,
Não estou falando de uma menina com flores no cabelo,
Estou falando de uma mulher madura,
Com todos os atributos de ser mulher.
Sim, ela é virgem de estética artificial e bisturi,
Ela é mulher feita com toda herança genética
Que uma mulher possui.
Eu a amei tanto, e não me farto de amar essa mulher real,
Essa mulher que se deixou em minha cama,
Com seu corpo lindo igual às mulheres de Renoir.
Eu a amei não porque ela era desse ou daquele jeito,
Eu amei tanto, porque ela é mulher real
E possui a leveza de quem está em paz com seu corpo.
Ela me amou de luz acesa, se deixou nua sobr…

O Possibilismo II

A sociedade do prazer

Como profetizou o filosofo Karl Marx.
O homem se fundiu à máquina,
E a máquina ditou o ritmo do trabalho,
E a máquina que não sente fome, roubou o sustento do homem,
E a máquina triturou corpos sem distinção de cor, sexo e idade,
E a máquina condenou e engoliu almas...
E a máquina expulsou os homens do campo, a trouxe fome à cidade,
E a máquina Fez ruído de correntes, roncos de motores e destruí o Bucolismo,
E a máquina que um dia substitui seu corpo, agora substitui sua mente,
E a máquina fabrica o que você não pode comprar,
E a máquina faz ás marca que você calçar, que você veste, que você bebe e come,
E a máquina destruiu a estima humana, e ganhou a bajulação dos patrões,
E a máquina é um deus que faz lucros exorbitantes.
Depois prevaleceu o capitalismo,
O epicurismo, o cristianismo e conservadorismo Americano,
Que pregou o consumismo, o sonho americano,
E o direito de acesso aos bens de consumo,
Que considera a família sagrada, porque consome.
Assim manipulou, imitou de ma…

Funkeiras, Presidenta da Republica e Homens Entorpecidos

A um abismo social e cultural entre as mulheres contemporâneas,
Um abismo em que do lado direito está as execultivas e as candidatas
A Presidência da República.
Do lado esquerdo as funkeiras e outras dançarinas
E suas danças que insinuam o sexo.
Essas do lado esquerdo são a imitação da baixeza, libertinagem, frouxidão moral
E sexual tão natural nos homens.
Essas do lado direito são as que estão no poder,
Elas representam a inteligência, a intelexto, a consciência politica e social.
Essas do lado direito são as que nós homens Invejamos, vezes furiosamente,
E amamos com um amor intelectual e sexual.
Estou errado, ou você votaria em um funkeira para Presidente da República.
Essas do lado esquerdo são as nossas baixezas,
Cada vez mais profundas, porque essas do lado esquerdo
Proliferam espantosamente, e nos afundam junto com elas
Quando nos permite ser tão sujos com elas.
Não é verdade, mas parece que as mulheres
Do lado esquerdo e as do lado direito combinaram que:
Enquando elas da esquerda nos entorpece …

Se não é o fim do Modernismo ao menos é o fim dos tempos.

Apesar do céu ter amanhecido azul na cidade de Marília,
Definitivamente é o fim dos tempos,
haja igreja para tanto gente desejando o céu...
já não pasta o clima agora os cientistas
dizem que um meteoro pode colidir com a terra em 2014
Um céu como recompensa é o que espero,
mas que céu é esse,
se o céu do qual eu tenho direito é patronizado pelo cristianismo
com um felicidade e um monotonia insuportavel.
Como podemos patronizar o céu e a felicidade,
se o nosso céu é um inferno.
O meu céu não pode ser igual ao de todo mundo,
Cá entre nós, queremos ir para o céu, mesmo que seja esse cristão,
com tudo que nós condena ao inferno, não conseguimos desapagar..
O céu de um carnavalesco deveria ser feito
de mulatas rebolando eternamente e samba a eternidade inteira,
o céu de um banqueiro deveria ser de muito dinheiro e muito,
mas muito consumo,
o céu da socialite não pode ser igual ao meu,
eu não suportaria tanta superficilidade,
e ela não suportaria todas as pesteiras que falo sem pudor,
o céu das funqu…

O Fantasma da Mulher que Amei...

Eles são sujos, e por isso nitidamente humanos...
Um corpo, tragos e goles de absinto
Meus olhos estão de volta a percorrer as lembranças
De seu corpo nu sobre sobre uma cama estranha,
Dentro dessa casa astrológica
E tudo que ficou é o fantasma da mulher que amei...
Meus olhos estão de volta a percorrer à noite
A procura de seu corpo; não suporto mais seu fantasma
Feito de lembranças e miragens do meu desejo.
Meus olhos estão de volta. Pergunto por ela, me dizem:
_ Ela se deu bem! se casou, têm dois filhos
E foi morar do outro lado da cidade, deixou o centro velho da cidade
Hoje infestado de vagabundos, drogados e prostitutas.
Eu a amei tanto!...
Eu amo tanto essa gente desclassificada do centro velho da cidade,
Eu os amo porque nossas almas possui afinidades,
Eles são sujos, e por isso, nitidamente humanos...
Não há mais rodas de amigos, a nossa irmandade,
Meus amigos foram forte e aprenderam a amar de novo...
Ela e os velhos amigos não vivem o que são,
Apenas carregam sem culpa, a …

Geração ditadura militar, caminho suave e pornochanchada

O ministro da saúde José Gomes Temporão
Disse para nos Brasileiros fazermos sexo para a Hipertensão
Mas ele não disse se é sexo virtual ou não...
Dia 28 de abril poderá ser um dia histórico
Se o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar a lei de anistia,
Certamente isso não ocorrerá por que as vitimas
E os culpados ainda estão vivos,
Esperarão que eles Não mais existam...
Ou que reescrevam a história feita Roma e a igreja.
Ai diremos: _ Que pena demorou muito!...
Não me lembro muito da ditadura militar,
Eu era apenas um garoto entrando na puberdade,
O que eu me lembro era das Chacretes com seu fio dental,
O que eu me lembro é do Clube do Bolinha e sua boletes,
Do Silvio santos e seus transformistas,
Do carnaval na revista Machete, do carnaval libertino TV,
Da música que insinuava sexo das letras de extremo mau gosto,
Das pornochachadas com seus títulos gratescos como:
A Banana Mecânica, Nos Tempos da Vaselina, Orgia das Taras etc.
Porque em um tempo em que era proibido abrir a boca
Era permitido tanto …

A Personificação do Amor

A nobreza de todas as formas de amar vem da personificação do desejo,
não podemos viver todas as sensações, sentimentos e pensamentos
Que habitam nossos cinco sentidos. Para não nos perdermos em um labirinto de desejos
insaciáveis e mantermos a lucidez, colocamos nossas sensações, pensamentos e
sentimentos obedientes as leis biológicas, condutas morais, comportamentos sociais,
leis religiosas e espirituais. Essa lucidez e essas rédeas que colocamos nas sensações
nos pensamentos e nos sentimento é que nos permitiu manter um equilíbrio básico na
sociedade. Caminhamos para concretizar a sociedade do prazer, essa sociedade que
busca o eliminar o preconceito, e junto com ele eliminar os parâmetros e os limites entre
certo e errado, os direito a ter opiniões, e assim fazemos o caminho inverso:
Caminhamos para a despreconceitualização que é a ditadura do preconceito que elimina
o direito a opinião.
Essa sociedade do prazer que solta às rédeas do desejo é a sociedade que caminha
para o caos social e human…

O Tema Amor na Literatura Imparcialista

Na literatura Imparcialista cada poeta que integra o movimento tem sua maneira particular e característica de falar do tema amor. Na poesia do poeta José Nunes Pereira esse tema ganha ares conservador quando o amor é visto como uma dor clássica atemporal e comum a todo ser humano, no poeta Francisco Medeiros esse tema tem ares de cristianismo, amor correspondido e felicidade, no poeta Cícero Fernández o amor é pensado como um fator de equilíbrio na vida do homem contemporâneo e pós-industrialização, no poeta Jonas Corrêa Martins o tema amor é escrito como transcendente, misticismo e esotérico, no poeta Abdias de Carvalho o tema amor ganha ares de desprezo e baixezas morais e catástrofes, na poesia Abílio Santana o tema é visto dentro do olhar contemporâneo em que o homem é desmotivado pelo sexo fácil de seu tempo e pelos dificuldades sexual do homem desse tempo, o tema amor na poesia de Hermínio Vasconcelos é tratada com leveza, leviandade, liberdade e prisão sentimental, no poeta Sat…

Cronopoema: O jardineiro artificial e outros

Cronopoema: O jardineiro artificial e outros Cronopoema é o fazer literário tendo como base os acontecimentos do dia, a estética desse estilo é formada de poema, prosa, conto, crônica e jornalismo.
O cronopoema não faz críticas, e sim relatos, leituras da realidade e constatações imparciais dessa realidade; esse conceito de imparcialidade é apropriado a nossa Era da Informação e nossa ditadura da opinião.

O jardineiro artificial

Ano dois mil e trinta e três, 
Até então os cientistas tinham a ilusão de manipular a genética,
Até que deu na manchete de todos os jornais: 
Cientista chega em casa e pega sua esposa transando com o jardineiro artificial,
Quando eu digo artificial estou dizendo no sentido conotativo da palavra,
O jardineiro é uma criação do avanço cientifico e tecnológico,
O jardineiro é resultado da manipulação genética.
Como todo marido traído e como todo bom e velho homem primitivo
Que é muito humano em todas suas emoções, sensações, pensamentos
Com toda Irritação à luz artificial, a …