Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A poesia dentro do contexto contemporâneo

A poesia imparcialista busca a leitura do homem contemporâneo.


Absinto

Não precisa cerimônia;

O que interessa é o que tenho para te dar,

E o que você pode me oferecer.

Não precisa forçar um choro,

Não precisa fazer promessa,

Muito menos procurar desculpas.

Puxe uma cadeira,

Sente-se e divida comigo

O mesmo copo de absinto.

Também não precisa

Dar um nome para este sentimento.

Não tente entender, para depois disfarçar

Com pensamentos sutis.

Não precisa cerimônia...,

Quero apenas o silêncio de sua companhia

E a harmonia de nossos pensamentos,

É assim que esqueço que você têm formas;

E toco a sua alma.

Quando as portas dos bares forem cerradas,

Podemos andar pelas ruas, contando passos,

Sem a sua voz ouço os seus sapatos,

E na Ponte Getulio Vargas podemos sentar

E contemplar a cidade que se apaga

Como se agonizasse o dia que chega,

Então, poderemos adormecer,

Depois de termos caminhado pelas ruas

Feito cachorro doido...

Hermínio Vasconcelos
J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA