Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Audio Matizes do Amor




Matizes

Matizes têm a cor,
Matizes têm a amor,
Matizes têm o dor

Nas folhas um tom
de verde
Nos olhos o tom
da verdade
Do que de fato se sente

Nem tudo resiste
Por causa da intensidade
da cor
Não digo o mesmo do amor
Não digo o mesmo da dor

As cores das roupas
no varral
A tonalidade do azul
nunca é igual
A intensidade do amor
de cada casal
É matiz do amor
que nunca é igual.

Francisco Medeiros
J.Nunez

Nenhum comentário:

Literatura Imparcialista

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA