Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Armas do governo e coisas de entorpecer

Meus olhos caem sobre o cacto
Planta fálica e espinhosa num canto da sala.
Planta sem a delicadeza que vejo nas rosas
Da mulher ao lado.
Meus olhos cafeinados
Não encontram o sono dos justos
E me deixaram na madrugada
Sobre a claridade do televisor
Numa terça de carnaval.
As mulatas que sambam são armas do governo,
É coisa de embebedar multidão.
As chacretes também foram arma do governo
Em um tempo de liberação sexual
E repressão ao pensamento e a inteligência.
A mulata que samba
É coisa de entorpecer os sentidos.
Quero ler um livro nessa noite de carnaval
Do mesmo modo que Nietzsche
Tocou piano no bordel.

Hermínio Vasconcelos
J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA