Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

domingo, 4 de julho de 2010

A Exclusão social nasce em nosso olhar.

http://www.oimparcialismo.recantodasletras.com.br

Se você não está pronto não precisa ler esse texto, se você não é capaz de se encarar a frio e de maneira cruel e imparcial consigo mesmo não si de o trabalho de ler a Literatura Imparcialista.
A inclusão social é um ato de caridade, amor, consciência, sacrifício, humanidade, bondade, nobreza, compreensão, espiritualidade e responsabilidade por parte daqueles que acreditam possuir o poder de incluir ou excluir os indivíduos na sociedade.
A exclusão social antes de ser uma atitude social ela está no interior de cada ser humano, e se manifesta sutilmente em nosso olhar. Quando falo em individuo incluído estou dizendo de individuo que poderiam ser vitimas de exclusão, seja por sua condição social, física, mental ou sexual. Observe o seu olhar sobre os excluídos da sociedade, observe a sua atitude interior, aquela atitude que se manifesta em segredo consigo mesmo, aquela atitude que não é exteriorizada, para que não sejamos vistos como pessoas de má conduta social espiritual e humana.
A inclusão social possui em si mesma a sutileza da hipocrisia quando observamos que essa inclusão social nasce em nosso olhar sutilmente cruel, preconceituoso e seletivo.
Por mais nobre que possa parecer essa atitude de inclusão social, ela esconde o nosso olhar seletivo, cruel e hipócrita. Muito do que defendemos com unhas e dentes através de teorias não somos capazes de praticar quando somos colocados à prova. Podemos defender a liberdade sexual e a livre expressão de sentimentos humanos, mas será que podemos suportar essa liberdade sexual e essa livre expressão de sentimentos dentro de nossa casa, entre os nossos filhos e filhas. Defendemos as mais variadas depravações humanas desde que não seja conosco e entre os nossos, desde que seja bem longe da porta de nossas casas. Se não podemos aceitar a liberdade sexual e a livre expressão de sentimentos entre os nossos e à porta de nossas casas estamos sendo hipócritas... A exclusão nasce no olhar, as nossas atitudes inclusivas esconde nossos mais profundos preconceitos, observe que nossa atitude diante do excluído é de exclusão, a nossa atitude de ilusão de poder de incluir ou excluir esconde o mais profundo sentimento de superioridade. Não somos capazes de olhar os que podem ser indivíduos incluídos ou excluídos por nós como sujeitos iguais a nós, não somos capazes de conversar e olhar para esses indivíduos como pessoas dignos de respeito por si só e por sua própria condição humana.
É normal vermos nas empresas pessoas com necessidades especiais, essas pessoas estão incluída na sociedade de um modo mais completo e complexo, temos por eles simpatia e damos a eles nossa atenção, mas como é nosso olhar interior para essas pessoas. O nosso olhar interior para essas pessoas é um olhar de exclusão, sim de exclusão! Se você acaso não concorda me responda:_Essas pessoas a qual consideramos incluídas na sociedade é olhada por você socialmente como um individuo igual a você, você é capaz de conversar com esse individuo incluído no seu meio social de igual para igual, sem aquela simpatia e atenção que temos para com as pessoas que consideramos mais fracas que nós e que não apresentam ameaças de rivalidade e disputas conosco, essa simpatia se justifica com esse olhar de falsa superioridade, você tem uma profundo respeito e admiração por essa pessoa ou essa pessoa é alvo de suas brincadeiras que oculta o mais profundo sentimento de superioridade mascarada por nossa falsa simpatia, você já observou que você sempre fica do lado das pessoas iguais a você ou superiores a você quando esse individuo incluído no seu meio social é vitima de brincadeiras simpáticas, e que geralmente revela o nosso olhar de falsa superioridade porque essas brincadeiras são quase sempre inocentes ou idiotas. Porque você não se une ao individuo incluído na sociedade para fazer brincadeiras simpáticas com o seus superiores ou com aqueles que você considera em igual condição a você, porque você não senta com esse individuo e conversa com ele como se ele fosse seu superior ou igual a você, isso não acontece porque você olhar para esse individuo com seu olhar seletivo e interior. Certamente você não olha para o individuo incluído em seu meio social de igual para igual, você não faz isso, não faz porque olhamos para essas pessoas incluídas na sociedade com indivíduos inferiores a nós.
Será que estamos incluindo individuo ou estamos criando uma sociedade de individuo incluído na sociedade e continuamos olhando para esses indivíduos com se eles fosses apenas pessoas dignos de nossa piedade e simpatia.
Esses indivíduos incluídos na sociedade não necessitam de nossas brincadeirinhas simpáticas, eles por suas próprias capacidades e condição humanas são dignos de respeito, igualdade e consideração. Eu, J.Nunez em minha adolescência e por um cinco anos fui epilético, e essa minha condição me ensinou muito sobre a vida e nosso olhar sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre a sociedade.

J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA