Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Vítimas da Guerra do Sexo

Antes bastava abrir portas, trazer flores, beijar suas mãos,
Elogiar sua beleza, trazer presentes e chamadas de madame.
Mas agora que nós somos modernas, e elas são independentes em tudo,
Menos no fato de que precisam de alguma maneira de nós para fazer filhos,
No mais, não precisam de nós e a igualdade sexual é foi conquistada,
Elas querem tudo isso, que mencionei a cima, mas querem muito mais,
Querem que eu lave, que eu passe, que eu cozinhe, que eu seja bem sucedido,
Que eu seja um amante viril, amante sem ejaculação precoce,
Que eu tenha barriga tanquinho, que eu seja delicado como uma menina,
E bruto, às vezes, como um matuto,
Elas querem que eu traga flores,
Que eu aceite em ser só mais um,
Que eu fique a seu dispor, que eu entenda que ela é mulher moderna,
Elas querem que eu lhe dê um filho, mas não quer que eu seja o pai,
Elas me querem para uma noite de prazer,
Para um momento de descontração e álcool na cabeça,
Elas querem ser a mãe exemplar
E a doida que volta para casa quando bem entender,
Elas me querem amante fiel, elas me querem marido corno e fiel,
Elas querem o homem abaixo delas socialmente e culturalmente,
Elas querem que eu seja exibível,
Elas querem ser a beldade da tv,
A beldade magrela e com o rosto rebocado,
Elas me querem homem submisso,
elas me querem homem sem dignidade de homem,
Sem virtudes de homem, sem caráter de homem, sem moral de homem,
Elas me querem homem como foi seu pai e seu avó,
Homem sério e pai de seus filhos, o homem com todo os atributos de homem,
Homem que seja capaz de sustentar a casa,
Patriarca capaz de fazer gerações de homens e mulheres superiores,
Elas me querem homem com todas as virtudes primitivas de homem
E com toda a desconfiguração o do homem moderno, metrossexual.
Na essência, elas são as mesmas que sempre foram,
Porém mescladas com essas e idéias e
Essa atitudes redículas de nosso tempo, portanto muito mais confusas.
Nós homens são somos vítimas como parece,
Somos na verdade responsáveis por nossa condição,
À verdade é que chafurdamos nessa liberdade sexual conquistada pela mulher,
Elas lutaram por essa liberdade sexual que tanto almejávamos,
E que agora faz todos nós homens e mulheres vítimas de nós mesmos.
Chafurdamos no sexo e perdemos a motivação para a conquista,
Já que o sexo era o nosso céu almejado, não há mais céu para o homem
Quando uma mulher não pensa nem sente nada, apenas abre as pernas e pronto.
Somos também muito confusos, somos o resultado das conquistas da mulher,
O poder da mulher tornou o homem submisso,
E o reflexo disso é o homem metrossexual
Que é um tipo de homem submisso aos caprichos da mulher
Resultado do poder dessa mulher,
Ou é resultado de sua própria confusão sexual.
Não somos vítimas, somos na verdade responsáveis
Por esse desencontro do ser humano,
Queremos as mulheres esposa com função de meretriz,
Meretriz com função de esposa,
Queremos meninas virgens com flores no cabelo,
Queremos mulheres fatais que nos Sustente,
Queremos esposa adorável,
Queremos mulher independente socialmente,
Queremos amante submissas aos nossos caprichos sexuais,
Queremos filhos e família, Queremos ser o patriarca,
O senhor, quanto não passamos de bêbados
Que só sabe falar de Futebol e da mulher dos outros,
Queremos sair dessa desgraça,
Mas nunca compramos um livro,
Quanto compramos qualquer coisa parecida com um livro
É a última revista da playboy.
Qual o maior símbolo do poder e da liberdade da mulher
E da imitação que a mulher faz do homem se não o clube das mulheres.
Somos desmotivados, perdidos e vítimas do sexo fácil e casual,
Somos vítimas da Modernidade que inventamos,
Somos vítimas da industrialização que inventamos.
Você já ouviu hoje algum homem fatalista,
Isso faz parte do instinto mais primitivo do Homem,
Matar a família porque esta sem a sua dignidade de homem.
Somos vítimas da guerra do sexo
Que foi patrocinada e impulsionada pela industrialização.


J.Nunez

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA