Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

terça-feira, 15 de junho de 2010

A Métrica, a temática, a forma e a estética do poema Imparcialista

A Serpente e o Cisne Branco

Ela também têm pálpebras,
Mas não se engane,
Ele é uma cobra,
Com todo os atributos...
Ela não tem veneno
Mas não se engane
Ela é uma cobra,
Ela serpenteia para seduzir,
Se enrosca para esmagar,
E engole sem mastigar...

O Homens ainda e o mesmo, oscila entre santas e libertinas.

Outra me promete amor,
Amor de cisne branco,
Amor de vida inteira,
Somos dois, somos um
Vivendo em dois corpos.
Nos amamos assim: carnalmente
Sem saciar o amor,
fogo não apaga fogo,
E adormecemos assim:
Um dentro do outro.

Octávio Guerra
J.Nunez
O IMPARCIALISMO

Análise do Poema
A métrica imparcialista é exposta nesses versos desse poema, nele a métrica é feita com a mesma quantidade de palavras em todos os versos, e a quantidade desses versos resulta em um número impar, sendo duas estrofes compostas por versos pares mais o verso imparcial que somado as duas estrofes torna a quantidade de versos impar . O verso impar ou imparcial abrange o ponto de vista das duas estrofes.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA