Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

terça-feira, 15 de junho de 2010

José Nunes Pereiras, poeta das dores clássicas

Cais de Partida

O sopro daquele vento matutino
Desviou para sempre o nosso destino.
A primeira onda de uma maré cheia,
Apagou para sempre seus passos na areia.

O mar inconstante da praia te leva,
O vento errante me deixa a deriva,
O tempo lentamente me oxida,
Deixado aqui, no cais de tua partida.

O mar inconseqüente , que tudo arrasta,
Não arrasta do meu peito esta paixão.
O vento incoerente que tudo desbasta,

Não desbasta o amor neste coração.
O tempo consistente, que tudo oxida
Me consumiu, no cais de tua partida.

Itapema 29/12/2006

JOSÉ NUNES PEREIRA
J.NUNEZ

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA